Academia Sergipana de Letras empossa nova imortal

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Tiradentes, Ester Vilas-Bôas é a mais nova integrante da Academia Sergipana de Letras.

 

Por Stefânia Leal e Raquel Passos

 

Na tarde desta segunda-feira, 26, a professora doutora Ester Fraga Vilas-Bôas Carvalho do Nascimento tomou posse da cadeira n° 22 da Academia Sergipana de Letras – ASL. A mais nova imortal da ASL sucede o ex-governador João Alves Filho na cadeira que tem como patrono o Martinho César da Silveira Garcez.

 

Ao discursar agradecendo pela posse, a docente da Universidade Tiradentes reforçou a admiração por todos que já ocuparam as 40 cadeiras da associação. “Ingresso neste honroso grupo de imortais sabendo que tenho o trabalho de cada um dos meus pares como espelho inspirador, ao tomar assento ao lado de todos os confrades e confreiras pela primeira vez, o faço com humildade dos que vieram aprender mais um pouco e contribuir com o pouco que tenho de produção intelectual”, revela Ester Vilas-Bôas.

 

Na solenidade virtual, mais de mais de cem personalidades prestigiaram o momento, inclusive o reitor da Unit Sergipe, professor Jouberto Uchôa de Mendonça que ocupa a cadeira de nº 23 da ASL. Na oportunidade, ele também ressaltou a importância do antecessor da cadeira 22, o acadêmico e ex-governador João Alves Filho para o Estado de Sergipe.

 

“Eu não posso deixar de mencionar o antecessor da cadeira que a Ester vai ocupar, o governador João Alves Filho, que para mim foi um dos maiores estadistas de Sergipe. É um orgulho e uma felicidade dos que fazem a Universidade Tiradentes ter no nosso quadro de professores competentes, a professora Ester, que é um orgulho de todo sergipano e, agora, imortal da ASL”, celebra professor Uchôa.

 

Ao finalizar o depoimento de posse, Ester Vilas-Bôas afirmou que ser uma integrante da Academia sempre foi um sonho: “Honrada estou com a grandeza dos corações e a generosidade presente na personalidade de cada um e de toda a Academia por permitir que, a partir de agora, eu tenha a possibilidade de ser reconhecida como ocupante da cadeira 22 da Casa de Tobias Barreto, e continuarei sonhando. Muito obrigada”

 

O acadêmico Carlos Pinna de Assis finalizou a cerimônia saudando todas as mulheres, em especial a mãe da imortal Ester, a professora Nádia Vilas-Bôas. “Quero especialmente me dirigir às mulheres presentes – e são tantas – nesta cerimónia, saudando de modo muito afetuoso aquela que certamente será entre todas as mulheres que aqui estão, a mais orgulhosa do produto dos seus ensinamentos, esforços e inspirações, refiro-me a professora Nádia Vilas Bôas”, finalizou.

Publicidade:

 

Assessoria de Imprensa | Unit

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta