Alunos fazem manifestação em apoio à greve dos professores

Alunos do Colégio Vinte e Quatro de Outubro bloquearam durante quase 2h as vias que compõem a Av. Juscelino Kubitschek, localizada no bairro Cidade Nova. A manifestação ocorreu durante o início da tarde desta segunda-feira, 25, e é fruto de um sinal de protesto dos estudantes em apoio àgreve dos professores da rede estadual marcada para ter início nesta terça-feira, 26, por tempo indeterminado.

Segundo o representante do grêmio estudantil do colégio, Júlio César Santana, o que motivou os alunos a tomar essa medida eufórica foi o anúncio dos projetos do Governo do Estado que, na sua visão, limitam direitos dos professores. “Por que mexer com os salários dos professores, que infelizmente já são mal pagos?”, questiona. “Professores formam promotores, juízes, políticos, enfim. Então por que ganham tão pouco?”, reitera.

Na visão de Júlio César, o Governo do Estado de Sergipe errou ao encaminhar para Assembleia Legislativa (Alese) projetos que, na prática, dificultam o plano de carreira do magistério. “O Governo de Sergipe, na verdade, golpeou os alunos. Porque ele mandou esses projetos na reta final do ano letivo com a intenção de colocar os alunos contra os professores”, destaca. Ainda segundo Júlio César, há outras necessidades mais urgentes que os colégios apresentam. “Nós temos também escolas sucateadas. Sem ventilação e banheiros, sem quadra coberta, número de professores efetivos e outras dezenas de problemas. Mas parece que o governo não se preocupa com isso”, destaca.

O Governo do Estado de Sergipe, por sua vez, informa que os projetos enviados a Assembléia Legislativa não diminuem salários, nem retira triênios de professores aposentados, nem tampouco da ativa. “Faltam pouco mais 20 dias para a conclusão do ano letivo 2019. Uma greve neste momento prejudica principalmente o aluno. Pela primeira vez em pouco mais de 23 anos o calendário esta unificado em todas as escolas da Rede Estadual, com previsão para férias em 20 de dezembro e retorno 10 de fevereiro 2020. A greve também prejudica o professor que ao invés de usufruir de suas férias precisarão repor aulas”, destaca a Secretaria de Comunicação de Sergipe.

por João Paulo Schneider 

 

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta