Alunos semifinalistas do Programa Jovens Embaixadores são contemplados com bolsa de estudos na Cultura Inglesa

Três alunos da rede estadual de ensino, semifinalistas do Programa Jovens Embaixadores (PJE), foram contemplados com uma bolsa de estudos na Cultura Inglesa. Desde 2019, essa instituição de ensino firmou parceria com a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), no sentido de oferecer bolsas integrais de estudo, pelo período de um ano, para alunos da rede pública de ensino finalistas estaduais do PJE, que não foram contemplados com nenhum prêmio do Programa na etapa nacional. Ao todo, são seis bolsas ofertadas para aqueles classificados entre os 10 primeiros na seleção estadual. Desses seis, três são da rede estadual.

Foram contemplados os jovens Kauã Alves dos Santos, do Centro de Excelência 28 de Janeiro (Monte Alegre de Sergipe); Leonarda Santos Nascimento, do Colégio Estadual Sílvio Romero (Lagarto); e Luiz Edson Santos, do Colégio Estadual Barão de Mauá (Aracaju). Além deles, mais três alunos do Instituto Federal de Sergipe também ganharam bolsa.

A coordenadora do programa em Sergipe, professora Célia Gil, disse estar feliz com o resultado da seleção. “É gratificante vermos esses jovens tendo essa oportunidade de aprimorar o idioma, principalmente por nos encontrarmos num período de tantas dúvidas e de tantas dificuldades com a pandemia da covid-19. Quero ressaltar a importância da parceria com Cultura Inglesa, que teve a sensibilidade de ver nesses jovens o esforço e a vontade de aprender e de obter um diferencial em sua formação para alçarem novos voos”, disse.

A coordenadora do Serviço de Apoio ao Desenvolvimento Estudantil (Seades), Danielle Virginie, explica que “a Cultura Inglesa tem sido uma importante parceira nesse processo, uma vez que, além de participar da Comissão Julgadora, concede bolsas aos alunos semifinalistas. Estudar um idioma estrangeiro é uma possibilidade de ampliar a visão de mundo e refinar a percepção cultural dos alunos. O resultado disso só pode ser positivo”.

Melhorar o idioma

Os alunos contemplados destacaram que essa será uma chance de melhorar ainda mais o aprendizado do inglês. “A bolsa de estudos é algo de extrema importância. Com ela, eu posso aprimorar ainda mais meus conhecimentos na língua inglesa. Além disso, é uma oportunidade de interagir com outras pessoas que buscam o mesmo objetivo”, disse Kauã Alves. Quem também se mostrou bastante feliz foi Luiz Edson Santos. Ele conta que vem de uma família de baixa renda e que nunca teve oportunidades em escolas particulares, mas que agora vai aproveitar essa oportunidade para estudar e melhorar o idioma. “Agora, neste ano atípico, não tenho condições de pagar um curso de aprimoramento do inglês, e essa bolsa de estudos na Cultura Inglesa veio de maneira que encheu meus olhos com o brilho. Deu-me o impulso de que eu precisava para continuar aprimorando meu inglês e, de maneira prática, conhecer e conversar com outras pessoas que têm o interesse em aprender e praticar o inglês. Isso vai estimular mais a minha fonética e minha dicção no inglês”, declarou.

A jovem Leonarda Santos Nascimento destacou que, ao se inscrever no Programa Jovens Embaixadores, pensava em aprimorar os conhecimentos na língua inglesa e conseguir um intercâmbio. “Hoje, depois de todo o processo seletivo, vejo que é muito mais do que isso. É um misto de sensações incríveis que nos levam ao melhor de nós mesmos e nos incentiva a ir além. A bolsa de estudos vai me ajudar muito, seja no meu desenvolvimento educacional, cultural ou pessoal.  É uma oportunidade única de conhecer uma nova cultura, aprimorar o idioma em si, além de nos apresentar pessoas com o mesmo foco, o mesmo objetivo, e assim, ter um incentivo a mais para não desistir e sempre buscar melhorar o mundo com o conhecimento, que, aliás, é a única coisa que temos e é nossa maior arma em meio a um mundo estagnado”, afirmou.

Seleção

Publicidade:

A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil divulgou, no início de maio, o resultado do processo seletivo do Programa Jovens Embaixadores 2021. A seleção contou com 10.119 inscrições que concorreram a   apenas 33 vagas. Em Sergipe, 10 candidatos das redes estadual e federal, após passarem por uma avaliação criteriosa das primeiras fases, foram selecionados para participar da prova escrita.

No fim dessa etapa, os dois melhores avaliados, segundo os critérios estabelecidos pelo Programa, concorreram a apenas uma vaga para representar o Estado no intercâmbio que será realizado entre 14 de junho e 13 de agosto deste ano, no formato online, com Jovens embaixadores brasileiros e norte-americanos, juntando-se para participar de atividades e oficinas sobre liderança, cultura e comunicação, cidadania digital, mudança social em sua comunidade e em nível global e para compartilhar, sempre virtualmente, um pouco de sua história e cultura por meio de suas famílias e comunidades.

A jovem Mariana Xisto Lima, aluna do Instituto Federal de Sergipe, Campus Aracaju, estará representando Sergipe nessa jornada.

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta