Aracaju está 24h sem registrar nenhum óbito por covid e avança na vacinação

Desde que o primeiro caso de covid-19 foi confirmado, em Aracaju, se passaram 495 dias. Nesta quinta-feira, 22, contudo, foram registradas, pela segunda vez (a primeira foi no dia 7 de fevereiro), 24 horas sem óbitos pela doença, na capital sergipana, um momento de importância singular diante da pandemia que já tirou mais de 540 mil vidas, no Brasil, destas 2.381, em Aracaju. Parte significativa desse registro, então histórico, é, comprovadamente, associada ao avanço da vacinação que, na cidade, completou 184 dias de campanha.
Ao longo do dia de hoje, por meio da ação desenvolvida pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a Prefeitura de Aracaju vacinou mais 2.044 pessoas contra a doença causada pelo coronavírus, o que totaliza 321.344 aracajuanos com, pelo menos, uma dose do imunizante, 48,32% da população geral da cidade.
Por mais que os registros sejam computados em números, porcentagens, dias e horas, o verdadeiro efeito é visto na vida das pessoas, na rotina que, aos poucos, tem tomado outro prumo, mesmo que ainda seja preciso manter os cuidados preventivos relacionados à pandemia.
No dia em que não foram registradas mortes por covid-19, na verdade, foi um dia em que famílias não sofreram pela perda de entes queridos, um dia em que a esperança pode ser, de fato, renovada, agora, com o resultado esperado da vacinação: vidas preservadas.
Vacinada nesta quinta-feira, a contadora Monalisa Mariles Santos Silva foi receber o imunizante vestida de ‘empatia’, palavra que, durante a pandemia, teve em sua expressão ainda mais significado e relevância.
“A vacinação representa que dias melhores estão chegando e prova disso é essa notícia de 24 horas sem mortes. Apesar desse momento mundial ser tão desafiador para todos, acredito que o grande aprendizado é de que nós precisamos uns dos outros para fazer com que as coisas melhores. É preciso que cada um faça a sua parte e isso faz diferença. É preciso que continuemos a nos cuidar e valorizar a vacina porque ela é a grande responsável por salvar vidas”, ressalta Monalisa.
O tão aguardado momento de receber a primeira dose também foi vivido nesta quinta pela auxiliar de cozinha Jaqueline Santos Ferreira.
“Não via a hora de chegar a minha vez, estava muito ansiosa. Durante todo esse período de pandemia, revezei entre a agonia pelo momento e os cuidados necessários para me proteger e proteger a minha família. A vacina veio para nos dar um alívio muito grande, nos mostrar que ela é de extrema importância. Se não fosse a vacina, não sei como as coisas poderiam ficar. Que chegue para todos”, almeja Jaqueline.
O designer André Fernandes teve a companhia da mãe para registrar o momento da vacinação.
“Me sinto mais aliviado ao ser vacinado e acredito que a vacina é a grande responsável pela queda do número de casos, internações e mortes por covid-19, junto aos cuidados que todos devemos continuar a ter”, afirma André.
Para Weberson Carvalho a vacina é justamente a forma de as pessoas poderem ter dias mais tranquilos. “O tão falado “normal” que desejamos só será possível com a vacina. Durante a pandemia, me mantive isolado, o máximo que pude, tomando todos os cuidados e, agora, é manter as medidas preventivas até que todos estejam imunizados”, frisa.
Novo calendário

Com o avanço da imunização na capital sergipana, os aracajuanos de 31 anos serão vacinados com a primeira dose nesta sexta-feira, sábado e domingo, dias 23, 24 e 25. Já o público de 30 anos recebe a vacina na segunda e terça-feira, dias 26 e 27. Para encerrar, de quarta-feira, 28, até sexta-feira, 30, serão vacinados os cidadãos de 29 anos. É necessário apresentar documento com foto e comprovante de residência.
Para garantir a organização da campanha, serão disponibilizados seis pontos fixos, que funcionarão das 8h às 16h: Shopping Riomar (Coroa do Meio), Aracaju Parque Shopping (bairro Industrial), Estação Cidadania (Bugio), Universidade Tiradentes (Farolândia), Externato São Francisco de Assis (Suíssa) e Uninassau (na avenida Augusto Franco). É obrigatório apresentar um documento com foto e um comprovante de residência.
Também será possível receber a vacina nos dois drive-thrus, localizados no Parque Governador Augusto Franco – Sementeira -, e no 28º Batalhão de Caçadores, das 8h às 17h. Para estes locais, é preciso se cadastrar no portal “VacinAju” e aguardar liberação do código autorizativo.
Para as grávidas e puérperas, a vacina está sendo disponibilizada, exclusivamente, no auditório da Escola Municipal Presidente Vargas (bairro Siqueira Campos). É necessário apresentar documento de identificação com foto, comprovante de residência de Aracaju e um documento que comprove  a gravidez ou puerpério.

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta