Barragem subterrânea é entregue a moradores do semiárido sergipano

Alternativa em oferta de água é um projeto do Pnud em parceria com o Governo de Sergipe

A construção de uma barragem subterrânea é a esperança de mais oferta de água no povoado São José, município de Poço Redondo, no semiárido sergipano. A barragem foi concluída e logo será entregue à comunidade, graças a um projeto realizado através de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), para levar alternativas de oferta de água para a região mais seca de Sergipe.

A primeira barragem subterrânea construída no estado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), através da Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhma), é uma Iniciativa pioneira de aproveitamento de barragem superficial assoreada que passa a ter duplo barramento como alternativa de segurança hídrica para dessedentação animal e a plantação.

Segundo o Fiscal de Recursos Hídricos da Serhma, Carlos Hendrikus, esse projeto já vem sendo aplicado no semiárido brasileiro e a esperança de quem depende de água na região é a expansão desse tipo de tecnologia. “A função da barragem subterrânea é o armazenamento da água de chuva em solos aluviais para produção de alimentos e dessendentação animal, com a retirada de água através de poço. A implantação da Barragem Subterrânea, foi realizada por uma empresa contratada pelo Pnud e teve a nossa participação com apoio técnico, verificando o andamento da implantação e emitindo nota técnica”, explicou.

Essa é uma ação do Projeto Sergipe, executado pelo Pnud, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente (MMA). A construção dessa barragem foi financiada pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), das Nações Unidas. “Essa foi uma doação internacional para o manejo de uso sustentável de terras do semiárido nordestino. Essa barragem vai beneficiar 60 famílias da comunidade São José, no semiárido sergipano”, contou o Analista Técnico do Projeto Sergipe, pelo Pnud, Thiago Vieira.

As barragens têm a função de reter a água da chuva que escoa em cima e no interior do solo, através de uma parede impermeável, construída dentro da terra que favorece que terreno permaneça úmido por um maior período, permitindo a plantação mesmo em época de estiagem, além do armazenamento de água. Segundo o Superintendente da Serhma, Ailton Rocha, as barragens subterrâneas são mais uma alternativa para quem sofre com os longos períodos de estiagem no interior de Sergipe. “Essa nova técnica pode beneficiar muitas famílias da região semiárida com o armazenamento de água para a dessedentação animal, para o plantio e, com o tempo e sendo feitas as análises da água acumulada, caso ela seja apta para o consumo humano, pode ajudar as famílias no uso doméstico”, finalizou.

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *