Calendário do Auxílio Brasil é liberado, confira

O calendário de novembro e dezembro já está disponível, veja quando receber, como cadastrar e consultar.

O primeiro calendário de pagamentos do Auxílio Brasil já está disponível para consulta. O primeiro calendário disponível diz respeito aos pagamentos de novembro e de dezembro de 2021 e somente os inscritos do Bolsa Família vão receber, o que totaliza 14,6 milhões de beneficiários.

Valores da primeira parcela

A primeira parcela do Auxílio Brasil, referente a novembro não será de R$ 400 como divulgado pelo presidente, Jair Bolsonaro. O pagamento dessa parcela será com valor de R$ 20% a mais do que o atual valor pago pelo Bolsa Família.

Essa primeira parcela não terá o valor de R$ 400, pois ainda é necessário que as duas casas do Congresso Nacional aprovem a Medida Provisória (MP) 1.061 que definirá os valores do novo programa social.

Logo, somente no mês de dezembro é que o novo valor anunciado pelo presidente poderá ser pago. Além disso, o Auxílio Brasil espera zerar a fila de espera de inscritos no CadÚnico também em dezembro. Essa fila diz respeito as pessoas que se enquadram no programa social mas não tiveram o benefício concedido devido às limitações do programa.

Calendário de pagamentos

A primeira parcela referente a novembro seguirá o mesmo cronograma do Bolsa Família, ou seja, será pago conforme o Número de Identificação Social (NIS) e será liberado nos últimos dez dias úteis do mês, confira:

Final do NIS Novembro Dezembro
1 17/nov 10/dez
2 18/nov 13/dez
3 19/nov 14/dez
4 22/nov 15/dez
5 23/nov 16/dez
6 24/nov 17/dez
7 25/nov 20/dez
8 26/nov 21/dez
9 29/nov 22/dez
0 30/nov 23/dez

Como se inscrever para o Auxílio Brasil

Para se inscrever no Auxílio Brasil, o interessado, obrigatoriamente deverá ser inscrita no Cadastro Único (CadÚnico) do governo. Assim, uma pessoa do grupo familiar deve ser a responsável por prestar informações de todos os integrantes da família.

Assim, essa pessoa responsável pelo grupo familiar será chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF) e deve ter ao menos 15 anos, ter CPF e título de eleitor.

Logo, após definir o RF do grupo familiar, o interessado na inscrição deverá ir a prefeitura ou no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município para realizar o cadastro.

É necessário apresentar, pelo menos, um documento para cada pessoa da família, entre os seguintes:

  • Certidão de Nascimento
  • Certidão de Casamento
  • CPF
  • RG
  • Carteira de Trabalho
  • Título de Eleitor
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI), se a pessoa for indígena.

Como verificar o Cadastro

A família cadastrada poderá consultar se foi aprovada ou ainda atualizar as informações através do aplicativo Meu Cadastro Único disponível para celulares Android e iOS.

Pelo aplicativo além da consulta e atualização de dados, será possível verificar se o cadastro está desatualizado e ainda terá o comprovante impresso pela Ferramenta.

Caso o usuário não tenha acesso à internet, será necessário comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social ou ao posto de atendimento do Cadastro Único.

Para os usuários que não têm internet, deverá comparecer a um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou um posto de atendimento do Cadastro Único (CadÚnico).

Fonte: Jornal Contábil

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *