Campanha de Imunização Solidária começa em São Cristóvão

A Prefeitura de São Cristóvão iniciou, nesta quinta-feira (22), a campanha “Imunização Solidária” que consiste na arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal. O intuito da ação é montar cestas básicas para serem doadas às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social, sobretudo, devido à situação de emergência da pandemia. Os mantimentos poderão ser entregues nos pontos de vacinação contra a Covid-19 que estão espalhados por toda a cidade.

A ideia surgiu a partir de uma doação espontânea de um morador do Centro Histórico, que no momento em que foi se vacinar contra a Covid-19, levou alimentos para que pudessem ser doados aos que mais necessitam no momento.

 Inspirada por este gesto, a Secretaria de Assistência Social e do Trabalho (Semast), criou a campanha que, segundo a secretária Lucianne Rocha, será mais uma iniciativa para complementar as ações que já são realizadas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). “Desde o início da pandemia nós estamos fazendo a distribuição de cestas básicas para a população, mas com essa campanha nós conseguiremos ampliar o número de famílias atendidas, entregando mais alimentos para aquelas pessoas que estão em situação de extrema pobreza em nosso município”, detalhou Lucianne.

Segundo ela, os critérios para o recebimento dos alimentos doados seguirão os mesmos padrões da cesta básica que já é disponibilizada pela Prefeitura.

O ato não é obrigatório, mas o intuito é que no momento da vacinação, as pessoas façam suas doações, motivando também os outros a fazerem o mesmo. Segundo a secretária municipal de saúde, Fernanda Santana, este é um momento de união, onde todas as pessoas que estão sendo vacinadas, e que podem colaborar, poderão retribuir o ato da imunização com uma demonstração de solidariedade e amor ao próximo.

“Essa é uma doação voluntária, não é obrigatória, e que contribuirá para a vida de pessoas que vem sofrendo muito por conta da pandemia. A pandemia não se resume só a doença, ela também representa a perda de emprego e de renda para muitas famílias. São várias situações que levam à extrema pobreza e insegurança alimentar de muita gente. Então, esse é o momento de toda sociedade civil se unir à causa e ajudar quem mais precisa”, afirmou a secretária de saúde.

Onde doar?

 

Os alimentos não perecíveis e materiais de higiene pessoal podem ser entregues nos pontos fixos de vacinação contra a Covid-19, sendo eles:

– EMEF Ruth Dulce (Marcelo Déda), EMEF Dr. Martinho de O. Bravo (Rosa Elze), EMEF Maria de Oliveira Santos (Madre Paulina), EMEF Frei Fernando (Centro Histórico), EMEF Josinalva Santos Silva (Rosa Maria) e EMEF Araceles Rodrigues (Divineia). Elas funcionam de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 15h;

Publicidade:

– EMEF Maria de Lourdes (Tijuquinha), EMEF Raimundo Francisco dos Santos (Luiz Alves), EMEF Lourival Fontes  (São Gonçalo). Os pontos funcionam de segunda a quarta, das 9h às 12h e das 13h às 15h;

– EMEF Dr. Lourival Batista (Romualdo Prado) funciona na terça, quinta e sexta, das 9h às 12h e das 13h às 15h;

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta