Com pecha de mentiroso, Gilmar caminha para saída desonrosa do PSC

Filiado ao Partido Social Cristão há apenas um ano e meio, o deputado estadual Gilmar Carvalho apresentou ao TRE/SE (Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe) pedido de desfiliação partidária. Argumentou, para o requerido consentimento, estar sendo vítima de “grave discriminação política pessoal”.

Intimado a apresentar defesa, o PSC, formalmente, disse não se opor ao pedido de Gilmar. Porém, tratou de desmentir o deputado e desqualificou o argumento que este apresentou para ter a chance de sair do partido sem risco de perder o mandato, pois a legislação eleitoral estabelece critérios para desfiliação, os quais Gilmar não atende.

Segundo Gilmar Carvalho, o PSC o excluiu das discussões partidárias, situação que, se verdadeira fosse, lhe autorizaria pedir a desfiliação partidária. Mas, ao rebater tais argumentos junto à Justiça Eleitoral, os social-cristãos relembraram a festa que fizeram para lançar o nome do deputado como candidato a prefeito pela sigla.

Ao aprovar a desfiliação e garantir que não pedirá o mandato parlamentar de Gilmar Carvalho, o PSC pede a Justiça Eleitoral que ‘o divórcio’ ocorra por motivo outro diverso do apresentado pelo deputado no pedido de desfiliação partidária, pois, sustenta o partido com argumentos fatídicos, o deputado nunca foi discriminado.

Apesar de o partido abrir a porta – do fundo – para o deputado sair, o pedido de desfiliação será julgado no pleno do TRE/SE acrescido de um parecer do Ministério Público Eleitoral, que pode sustentar haver infidelidade partidária da parte de Gilmar Carvalho e criar empecilho para sua desfiliação.

O presidente do PSC em Aracaju, Clovis Silveira, relembra ter aceitado o convite de André Moura para assumir o diretório municipal com o propósito de trabalhar a candidatura majoritária do partido na capital, cujo cabeça da chapa seria Gilmar.

“Assumimos compromisso mas ele [Gilmar Carvalho] mudou e diz que está sendo prejudicado e isso não é verdade. Veja, Gilmar nunca foi candidato duas vezes no mesmo partido”, diz Clovis, ao pontuar o histórico de infidelidade partidária do deputado, que, para concretizar a saída do partido, reconhece não ter sido honesto em seus argumentos.

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Publicidade:

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta