Corrupção eleitoral: Cristiano promete emprego na prefeitura de Simão Dias em troca de apoio

Candidato da família Valadares à prefeitura de Simão Dias, Cristiano Viana deve ser investigado por corrupção eleitoral, que é o crime praticado por um candidato quando este oferece algum tipo de vantagem ao eleitor em troca de voto.

Cristiano, em conversa recente com o ex-senador Valadares, confessa ter tido a um senhor que poderia empregá-lo na prefeitura, se eleito, pois isso, segundo o candidato do PSB, “não tem problema nenhum”.

No diálogo, registrado em vídeo, Cristiano diz a Valadares que se vencer Aloízio vai “tirar” o emprego de terceirizados da prefeitura de Simão Dias que “estão ajudando o candidato do prefeito”, disse.

Segundo pessoas ligadas ao candidato Aloízio Viana (PSC), que disputa a eleição apoiado pelo prefeito Marival Santana e pelo governador Belivaldo Chagas, o grupo governista deve acionar a Justiça para investigar a conduta supostamente criminosa do candidato de Valadares.

Ao confessar a pretensão de perseguir adversários políticos tirando deles o emprego, Cristiano Viana se assemelha aos velhos coronéis que mantinham os chamados currais eleitorais, e evidencia seu despreparo para administrar Simão Dias, o que já está sendo percebido pelos eleitores.

Na cidade, a disputa entre Aloízio e Cristiano se tornou um confronto indireto entre o governador Belivaldo Chagas e o ex-senador Valadares. Na eleição passada, em Simão Dias, Belivaldo venceu Valadares Filho com mais de 74% dos votos válidos

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

One thought on “Corrupção eleitoral: Cristiano promete emprego na prefeitura de Simão Dias em troca de apoio

  • 09/11/2020 em 10:57
    Permalink

    Esse partido dos 40 aqui em Simão dias são uma vergonha,por isso voto no 20.

    Resposta

Deixe uma resposta