Covid-19: cirurgia para recuperar olfato perdido é testada em Aracajú

Um dos sintomas da Covid-19 que pode persistir mesmo após a doença ser curada é a perda do olfato. Até o momento, médicos vêm recorrendo a tratamentos com fisioterapia e medicações para tratar a chamada anosmia e recuperar o olfato. Ainda sim, a sequela persiste em muitos pacientes e uma cirurgia pode se necessária para corrigir o problema.

A técnica vai começar a ser testada em um hospital público de Aracaju, no Amapá em uma pesquisa liderada pelo médico Ronaldo Carvalho Jr., professor do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS). Os primeiros voluntários devem ser operados em abril, os cinco primeiros já foram selecionados.

“Já há vários estudos na literatura internacional e nacional mostrando que 85% dos pacientes que têm Covid sintomática desenvolvem anosmia. Desses 85%, 30% vão ficar com uma hiposmia, que é não sentir os cheiros mais fortes, ou seja, ficam sem a mesma efetividade, e de 3% a 5% ficam com uma anosmia definitiva”, conta em entrevista para o jornal O Globo.

Recuperar olfato após Covid-19

O nome técnico do processo é transferência nervosa e o objetivo da operação é transferir para a mucosa do nariz novos nervos. Para isso, esses nervos devem ser retirados da perna.

“O nervo funcionante que a gente vai utilizar é um nervo supraorbitrário, que é um ramo do nervo oftálmico. Como esse nervo supraorbitrário é muito pequeno, muito curtinho, ele não chega até o nariz, então temos que interpor uma ponte nervosa, ou seja, usar um outro nervo. Então a gente vai pegar um nervinho da perna do paciente, um nervo sural funcionante”, completa o médico.

Fonte: Olhar Digital

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Publicidade:

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta