Cresce número de pacientes com síndrome gripal e tempo de espera na Unidade de Emergência 24h de São Cristóvão

O aumento do número de pacientes com síndrome gripal na Unidade de Emergência 24h, localizada no bairro Eduardo Gomes, está fazendo com que o tempo de espera dos pacientes seja maior do que o que ocorre cotidianamente. As equipes da Unidade de Urgência 24h estão atendendo o triplo de pacientes atualmente, em comparação ao mês anterior, antes do período do carnaval. Segundo a gerente da Unidade, Camila Barreto, esse “boom” de casos tem crescido dia após dia, e tem influenciado diretamente a rotina das equipes e o aumento do tempo de espera dos pacientes que procuram atendimento.

“Após o carnaval nosso índice de atendimento aumentou consideravelmente, não apenas o atendimento de porta, mas também o atendimento interno, tendo a necessidade de deixar em observação os pacientes por mais de 24 horas. Tanto em uso de cateter de oxigênio, com máscara de Hudson, que é um suporte intermediário de oxigênio, como pacientes que tivemos de fazer Ventilação Não-Invasiva (VNI), que já é outro suporte para não ter de entubar. Tudo isso tem sido realizado de forma intensa após o carnaval, inclusive casos de entubação”, explicou a gerente.

No início de fevereiro a média era de 20 atendimentos por dia na Unidade, número que triplicou nas últimas semanas. Hoje são cerca de 60 atendimentos de pacientes por dia que apresentam síndrome gripal. A Unidade 24h, que é uma Unidade de Urgência é uma unidade de média complexidade, na qual a equipe faz a estabilização do paciente, para depois encaminhá-lo para internamento a outras unidades. No entanto, com a grande procura pelos hospitais em todo estado e a dificuldade de leitos, as equipes estão tendo que internar os pacientes na Própria Unidade de Emergência.

“O estado todo está super lotado e os pacientes acabam ficando na nossa unidade pois não tem condições de alta, nem tem condições de transferência”, afirma a gerente Camila Barreto. Ainda segundo ela, a gravidade dos sintomas apresentados tem sido uma constante, tendo em vista o aumento de pacientes que necessitaram ser entubados. “Neste mesmo período no ano passado, no início da pandemia no momento mais crítico, em dois meses entubamos 3 pacientes. Já de fevereiro até agora, em apenas um mês, já foram 6 pacientes entubados”, explica Camila.

Diante da situação, as equipes de saúde pedem que a população se previna o máximo que puder, que faça o distanciamento social e evite aglomerações. Em caso de sintomas gripais leves, que procurem a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa, mas em caso de sintomas mais graves como falta de ar ou dificuldade para respirar, procurem imediatamente a ala respiratória da Urgência 24h, no bairro Eduardo Gomes.

Fotos: Dani Santos

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Publicidade:

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta