Em Aracaju, a população em situação de rua já teve ciclo da primeira dose contra coivd concluída

Para garantir a saúde dos cidadãos que enfrentam a vivência da situação de rua, a Prefeitura de Aracaju, por meio das Secretarias Municipais da Assistência Social e da Saúde (SMS), cumpriu o primeiro ciclo de vacinação desse público contra a covid-19.

Desde o início da vacinação desse público, em junho deste ano, cerca de 368 pessoas em situação de rua maiores de 18 anos de idade, identificadas em moradias irregulares, abrigos institucionais e nos territórios,  foram imunizadas.

Esse está enquadrado nos critérios do Programa Municipal de Imunização para os grupos prioritários, como a população em geral, que englobou pessoas em situação de rua, por faixa etária, comorbidades ou aplicações nos abrigos.

De acordo com a secretária da Assistência social de Aracaju, Simone Passos, a pasta tem viabilizado condições de garantir não apenas a assistência social, mas, sobretudo, a saúde integral desses indivíduos.

“Desde o início da pandemia, a população em situação de rua compõe o nosso público-alvo. Além das vacinas, criamos os abrigos emergenciais para resguardar a saúde integral dessas pessoas. Na atual gestão, seguimos avançando cada vez mais na garantia dos direitos essenciais de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Estamos muito felizes e satisfeitos com a parceria na realização do trabalho que resultou na primeira etapa da imunização. Agradeço à secretaria da Saúde pelo belo empenho em olhar a pessoa com trajetória de vivência em situação de rua como um sujeito de direito. Que venha a segunda dose trazendo ainda mais saúde e segurança a todos”, destacou.

Para que fosse possível atender a demanda foi necessária uma articulação intersetorial prévia entre a equipe do Programa Consultório na Rua – que já possuía dados dessas pessoas por meio de um cadastro no Sistema para Gestão de Secretaria da Saúde (IDS) -, e do Projeto Redução de Danos (PRD), junto ao Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP).

Segundo o coordenador do Centro POP, Edilberto Souza, o trabalho multidisciplinar possibilitou a proteção das pessoas em situação de rua do município. “Atuamos em parceria com os postos de saúde de Aracaju no tocante à sensibilização e à conscientização dos usuários sobre os efeitos positivos da imunização, na divulgação do calendário, dos locais de vacinação e organização da logística para resguardar os usuários acolhidos em nossos abrigos emergenciais e permanentes”, frisou.

Segunda dose
A aplicação da segunda dose da vacina está prevista para o mês de setembro. De acordo com a coordenadora do Consultório na Rua da SMS, Jayane Trindade, a segunda etapa de imunização seguirá as estratégias adotadas na primeira dose.

“Manteremos a vacinação nos pontos fixos como no posto volante e nas Unidades Básicas de Saúde. Sensibilizamos esse público sobre a importância da segunda dose e os serviços do município que ofertam cuidados diretos à população em situação de rua. Próximo à data da aplicação da segunda dose, contaremos novamente com o apoio do Centro POP e do PRD para comunicá-los. Para além dessas estratégias, temos registrado todas as pessoas que tomaram a primeira dose e os seus respectivos locais, o que também contribuirá para a articulação para esse segundo momento”, explicou.

Assessoria de Comunicação da Assistência Social de Aracaju 

(79) 99178-1363 / 98876-4913

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta