Em reunião com Edvaldo, Ministério da Saúde garante vacinação de 90% da população adulta até setembro

O avanço da vacinação dos brasileiros contra a covid-19, medidas contra a variante Delta e a redução do prazo para segunda dose das vacinas Pfizer e AstraZeneca foram os temas da reunião da diretoria da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), presidida pelo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, e do Consórcio Conectar com o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz. No encontro desta quarta-feira, 11, o secretário-executivo garantiu que até 90% da população adulta brasileira deve estar vacinada com a primeira dose até setembro.

Para Edvaldo, a reunião teve bons encaminhamentos. “Serão 80 milhões de doses até o próximo mês, que vão possibilitar, até o fim de setembro, vacinarmos com a primeira dose mais de 90% da população a partir de 18 anos”, afirmou.

O presidente do Conectar, Gean Loureiro, ressaltou que essa é uma aposta dos prefeitos para diminuir os índices de transmissão e contágio, especialmente da variante Delta. “A medida de antecipação tem o objetivo de promover mais segurança no período em que crescem os deslocamentos da população pelo Natal e Ano Novo”, disse.

O representante do Ministério da Saúde,  Rodrigo Cruz, garantiu que a medida será analisada. “A projeção de nossos estudos é que os prazos serão reduzidos assim que for vacinada toda a população adulta”, assegurou.

A projeção de entregas de vacinas para os próximos meses também foi ponto de pauta da reunião no Ministério da Saúde, assim como a necessidade de aquisição de lotes para possíveis doses de reforço. O secretário-executivo apresentou metodologia de distribuição que será aplicada no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19 (PNO) nos próximos meses, obedecendo ao critério de idade decrescente.

Rodrigo Cruz afirmou que estão previstas 80 milhões de doses, entre vacinas Coronavac (37 milhões), AstraZeneca (11 milhões) e Pfizer (33,5 milhões). “Queremos garantir a vacinação de todos os estados ao mesmo tempo. Precisamos distribuir as doses de forma equânime”, afirmou o secretário.

Também foi apresentado ao secretário-executivo o planejamento de compras compartilhadas de medicamentos e insumos médico-hospitalares do Conectar, que abre possibilidade de negociações além das vacinas contra covid-19. Os prefeitos requisitaram apoio técnico do ministério na área de assistência farmacêutica, na perspectiva de colaboração com a pasta nesse novo momento.

Participaram do encontro os prefeitos Gean Loureiro, de Florianópolis/SC, presidente do Conectar; Jairo Jorge, de Canoas/ RS, vice-presidente de Relações Internacionais; Ulisses Maia, de Maringá/PR, 2º secretário nacional; Dário Saadi, de Campinas/SP, vice-presidente de Saúde; e Duarte Nogueira, de Ribeirão Preto/SP, vice-presidente de Relações com o Congresso Nacional.

Tirzah Braga

Diretora de Imprensa

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta