Em Sergipe, primeiro Encontro Estadual do Programa Alfabetizar Pra Valer reúne mais de mil pessoas

O programa Alfabetizar pra Valer é uma parceria com os municípios sergipanos e pretende englobar mais de 80 mil crianças e jovens das redes públicas de ensino

 

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio da Assessoria de Colaboração e Assistência aos Municípios (Ascam), realizou na manhã desta quinta-feira, 22,  o I Encontro Estadual do Programa Alfabetizar pra Valer para Professores do Ciclo de Alfabetização, transmitido no canal do YouTube Educação Sergipe: https://www.youtube.com/watch?v=NXr-d6AzIGs

O público-alvo do encontro foram os professores do 1º e 2º anos do ensino fundamental, equipes das diretorias regionais de educação e secretarias municipais de educação. São eles que irão atuar em sala de aula à luz do programa Alfabetizar pra Valer, que pretende alfabetizar as crianças na idade certa. Na ocasião, foram apresentados aos docentes a forma como o programa vai funcionar, o material didático complementar estruturado e a proposta de formação para professores do ciclo de alfabetização em 2021.

O professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, secretário de Estado da Educação, deu início à atividade reforçando a prioridade da Seduc com o programa que pretende alfabetizar mais de 80 mil crianças. “Esse é um programa que a Seduc vê com elevadíssima prioridade e muita expectativa de cumprir as suas funções. Sergipe tem um quadro muito preocupante quanto à alfabetização na idade certa. Uma criança não alfabetizada na idade certa terá imensas dificuldades em construir uma trajetória autônoma, uma trajetória de construção de conhecimento significativo, de equação efetiva e afetiva com a escola. É por isso que buscamos e firmamos uma parceria com o estado brasileiro que teve maior sucesso na alfabetização das crianças na idade certa, que é o Ceará, aqui representado pelo Instituto Bem Comum”, ressaltou.

O Encontro aconteceu após a finalização do Primeiro Ciclo Formativo para os coordenadores e formadores do Programa Alfabetizar pra Valer, que ocorreu no dia 20 de abril, visto que serão eles os responsáveis pela implementação das formações em cada município, sob a orientação da equipe da Seduc. O objetivo é reforçar a importância do Regime de Colaboração entre Estado e Municípios para atingir a meta de alfabetizar todas as crianças na idade certa, destacando as ações de implementação do Programa Alfabetizar pra Valer no território sergipano.

Svetlana da Silva Ribeiro Chaves, secretária municipal de Educação de Santana de São Francisco, acenou a preocupação em garantir que o programa atenda às crianças do município, considerando as mudanças estruturais que serão suscitadas. “O Alfabetizar pra Valer vai garantir melhorias no ciclo de alfabetização de mais de 86 mil crianças, ou seja, vai trazer uma mudança enérgica. E além de tudo, o programa vai contribuir para prevenir o abandono escolar e a distorção idade/série. Desde 2019, como políticas públicas, várias ações foram desenvolvidas para que esse programa venha ganhando força no estado, contribuindo para o processo de alfabetização em todos os municípios”, destacou.

Para Conceição Ávila, diretora executiva da Associação Bem Comum, a rede de apoio e participação do programa é de fundamental importância para que de fato a alfabetização aconteça até o 2º ano do Ensino Fundamental, assim como é via de mão dupla entre gestores e professores o sucesso dos indicadores a serem quantificados e analisados no futuro.

 “Nesse momento, o estado de Sergipe, juntamente com os municípios e as escolas, apresenta o material didático a fim de apoiar a prática docente quanto à proposta de formação. Para a aprendizagem acontecer, os professores atuam na sala de aula, e os diretores e coordenadores pedagógicos exercem o apoio. É importante que a gestão escolar passe a ser de fato uma gestão de aprendizagem em colaboração com a atuação do professor em sala de aula. Então isso é fundamental para que esse pacto de alfabetizar as crianças aconteça de fato”, enfatizou.

De acordo com Andrea Lima Dantas, diretora da Ascam, o encontro propôs uma formação continuada com destaque para a importância do engajamento de cada um dos professores, gestores municipais e gestores escolares, nos momentos formativos, bem como reforça a importância de essas ações ocorrerem em regime de colaboração. “Nós estamos apresentando hoje a proposta de formação em regime de colaboração para professores alfabetizadores. Temos 74 municípios participando do programa, e nós temos formadores e coordenadores do programa alocados em cada município, e em cada diretoria regional de educação”, disse, enaltecendo a rede criada para uma espécie de missão contra o analfabetismo em crianças com idade escolar matriculadas na Rede Pública Estadual de Educação.

Assessoria de Comunicação da SEDUC – ASCOM

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Publicidade:

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta