Em Sergipe, Secretaria de Educação realiza monitoramento em escolas públicas e privadas para fiscalizar cumprimento dos protocolos sanitários

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do Departamento de Inspeção Escolar (DIES), está realizando monitoramento em unidades ensino das redes pública e privada, com o objetivo de verificar o cumprimento dos protocolos de segurança sanitária visando evitar a disseminação do novo coronavírus. Na rede estadual de educação, primeiramente as visitas estão ocorrendo apenas nos colégios onde as aulas do Pré-Universitário da Seduc já retornaram presencialmente. A partir do dia 17 de agosto, quando as aulas presenciais retornarem para todas as séries, o monitoramento será em todas as demais unidades de ensino.

Na noite de terça-feira, 28, uma equipe do DIES esteve no Instituto de Educação Rui Barbosa, em Aracaju, onde temporariamente está funcionando o Colégio Estadual Professor João Costa. Acompanhado pelo coordenador do polo do Preuni, José César Bancilon, os técnicos do DIES verificaram toda a estrutura, além da presença de tapetes sanitizantes, totens para álcool em gel, cartazes informativos, distanciamento de 1,5 metro entre as carteiras, como estão sendo feitos os intervalos das aulas, entre outros protocolos.

De acordo com Eliana Borges, diretora do Departamento de Inspeção Escolar (DIES), o monitoramento tem como objetivo dar segurança à comunidade escolar. “O que a Seduc quer é ter a certeza de que o protocolo está sendo cumprido, e não apenas no papel. E se, porventura, houver alguma unidade de ensino que não esteja de acordo com as exigências básicas, vamos conversar com as equipes diretivas e fazer cumprir esse guia de protocolos, que por sinal é um dos melhores do país”, declarou.

O gerente do setor de auditagem e diligência do DIES, Clodoaldo Messias, ressalta que esse monitoramento nas escolas não tem caráter punitivo, mas sim de orientação. “Estamos verificando a questão da segurança e o cumprimento do protocolo sanitário. Nosso intuito é de orientar as escolas para garantir que o retorno às aulas presenciais seja seguro para toda a população educacional. Até agora o balanço tem sido positivo. A gente vê que as escolas estão realmente bem equipadas, preocupadas com essa questão e respeitando os protocolos. Estamos, inclusive, muito melhores do que outros Estados do país”, explicou.

Durante o monitoramento, o DIES também orienta as equipes escolares quanto à realização de reuniões, mostrando que elas devem ser realizadas, preferencialmente, de maneira remota. “Se for mesmo indispensável que a reunião aconteça presencialmente, que se respeite o distanciamento físico, a higienização com álcool em gel e uso de máscara. A escola precisa oferecer todos os meios de proteção a todos que estiverem em suas dependências”, afirmou Messias.

Escola seguindo protocolos

O professor José César Bancilon, coordenador do polo do Pré-Universitário do Colégio Estadual Professor João Costa, destacou que a unidade de ensino está seguindo todos os protocolos sanitários para evitar a disseminação do novo coronavírus. “A escola possui todos os aparatos necessários para seguir os protocolos, e isso nos levou a entender que já poderíamos retornar às aulas presenciais. Além disso, a gente conversa bastante com os alunos e os orienta quanto à questão do uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social”, disse.

O aluno Leonardo Braz destacou que “a escola está respeitando tudo o que deve ser feito para que os estudantes tenham mais segurança. As carteiras estão bem separadas umas das outras, e o coordenador sempre orienta os alunos quanto aos protocolos”.

Verba nas escolas

O Governo de Sergipe liberou um montante de R$ 7.115.780,71 referentes à parcela complementar do Programa de Transferência de Recursos Financeiros Diretamente às Escolas Públicas Estaduais (Profin Custeio). Desse total, R$ 5.904.660,00 são do Profin-Pandemia, através do qual as escolas têm autonomia para complementar os investimentos feitos em 2020 e adquirirem equipamentos de proteção individuais e coletivos, insumos e serviços de desinfecção ambiental.

Essa parcela reforça o repasse histórico que o Governo de Sergipe realizou em 2020. As escolas estaduais receberam cerca de R$ 55 milhões, dentre os quais um 5.797.710,00 foram creditados na conta das escolas do Profin-Pandemia para adquirir produtos como totem para higienização das mãos, aferidor de temperatura, protetor facial, máscaras, álcool, tapete sanitizante, entre outros itens, conforme protocolos de segurança definidos pela Organização Mundial da Saúde e Agência de Vigilância Sanitária.

Assessoria de Comunicação da SEDUC – ASCOM

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta