Energisa orienta sobre poda de árvores para evitar acidentes

Galhos na rede elétrica podem trazer riscos e a interrupção do fornecimento de energia elétrica. Com o objetivo de manter a cidade arborizada e os galhos longe da rede elétrica, a Energisa Sergipe está se reunindo com as prefeituras municipais para prevenir a proximidade das árvores na rede elétrica e evitar a interrupção no fornecimento de energia elétrica.

Desde o início do mês de agosto, a Energisa Sergipe já se reuniu com a Prefeitura Municipal de Aracaju, São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro. “É muito importante essa parceria com as prefeituras para garantir o fornecimento da energia e que a arborização da cidade seja preservada. Manter a vegetação longe da rede elétrica é uma medida de segurança para todos”, explica o gerente do Departamento de Construção e Manutenção da Energisa, Thyago Tanouss.

Ainda segundo o gerente Thyago, o cuidado deve começar desde o plantio das árvores, observando a distância correta em relação à rede de energia elétrica. Para evitar danos, é fundamental realizar podas preventivas. Thyago ainda acrescenta que a Energisa só realiza o serviço de podas, por questões de segurança, quando os galhos tocam ou estão muito próximos aos cabos de energia

O assessor técnico da Prefeitura Municipal de São Cristovão, Bruno Passos, destacou a importância da parceria com a Energisa. “Uma parceria importante que proporciona maior segurança e qualidade no serviço, tanto da prefeitura como da concessionária Energisa. Com isso quem ganha é a população do município de São Cristóvão”, afirma Bruno.

Em casos de galhos na rede, a população pode entrar em contato com a Energisa por meio dos canais:

WhatsApp (Gisa): (79) 98101-0715

Aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular)

Call Center: 0800 079 0196

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta