Ensino Médio em Tempo Integral é estabelecido como ensino de sucesso

O modelo de Educação Integral em escolas de ensino médio da Rede Estadual de Ensino tem se mostrado uma política exitosa para a melhoria da qualidade do ensino público. A modalidade, que atualmente é ofertada em 41 unidades escolares da rede estadual, teve em 2019 uma expansão na quantidade de alunos atendidos. Em 2018, a matrícula inicial foi de 7.403 estudantes e, em 2019, foram 10.013 matriculados, representando um aumento de 35,25% no número de matrículas. Essa ascensão demonstra a confiança que o alunado tem na qualidade do ensino que encontra da modalidade em tempo integral, com sua gama diversificada de ações, como disciplinas eletivas, Projeto de Vida, clubes de protagonismo, além de outras atividades que estimulam no jovem a atitude protagonista.

De acordo com a coordenadora geral do Núcleo Gestor de Educação em Tempo Integral (NGETI), Emanoela Ramos, a meta é que até o ano de 2025, 25% das matrículas do ensino médio sejam na modalidade em tempo integral. Atualmente Sergipe já está em 16%, e a perspectiva é que no próximo ano atinja a faixa dos 20%. As 41 unidades de ensino atuais estão espalhadas por 24 municípios sergipanos. Neste ano de 2019 foram ofertadas 12.076 vagas de matrícula no EMTI, 28% a mais que a quantidade de vagas ofertadas em 2018.

Para garantir o andamento e o bom funcionamento desse modelo de ensino, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do NGETI, realizou uma série de ações durante o ano, como: estudos com dados do Censo Escolar e do Departamento de Recursos Humanos (DRH) para análise de reordenamento de escolas e estudantes; censo de estudantes que utilizam o transporte escolar para identificar a real abrangência da demanda; acordo de cooperação técnica com organizações da sociedade civil, visando melhoria da oferta e da qualidade do ensino público de nível médio; elaboração e execução da campanha de matrícula; mobilização de Jovens Protagonistas para fazer o acolhimento dos novos alunos em 2020; entre outros.

Formações e protagonismo

Ainda em 2019, A Seduc, por meio do NGETI, promoveu 31 formações continuadas para os professores que atuam nas escolas de ensino médio em tempo integral. Esse modelo traz como diferencial o fato de os alunos passarem mais tempo na escola, tendo mais oportunidades de aprender. “Temos um currículo mais vasto, um leque maior de possibilidades de estudo, de desenvolvimento das habilidades e competências. A gente não trabalha apenas com a Base Nacional Comum Curricular, que são as disciplinas comuns a todas as escolas de ensino médio, mas também com a parte diversificada, que oportuniza ao estudante desenvolver suas habilidades e competências produtivas e socioemocionais”, disse Emanoela Ramos.

Dentro dessa parte diversificada, o Ensino Integral oferta as disciplinas eletivas, os clubes de protagonismo, os projetos de vida, estudos orientados, práticas experimentais, que auxiliam no desenvolvimento do protagonismo e dos valores dos estudantes na construção dos seus projetos de vida.

 

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes :

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta