Fábio Mitidieri participa de live sobre uso medicinal da Cannabis com nutricionista

O deputado Fábio Mitidieri participa de live interativa com a nutricionista Wanessa Brito, nesta quata-feira (12), a partir das 19 horas. Em pauta, a importância do uso medicinal da Cannabis para o tratamento de doenças específicas como a epilepsia. Vale lembrar que o parlamentar é autor do Projeto de Lei 399/2015, que tem o intuito de viabilizar a comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da planta Cannabis Sativa em sua formulação.

 

“Esse projeto é muito importante para a população, pois trata da regulamentação da cannabis para uso medicinal. Além do benefício real que ele tem, o projeto ainda quebra preconceitos”, enfatizou o deputado, ao sugerir que as pessoas conheçam mais sobre o produto para compreender a importância da regulamentação no país.

 

Os pacientes que fazem uso medicinal da cannabis, e seus familiares, conhecem de perto os inúmeros benefícios que a planta pode proporcionar àqueles que lidam, cotidianamente, com doenças graves, por isso, a escolha da nutricionista para essa live. Wanessa tem uma filha com epilepsia e que faz uso terapêutico do canabidiol para o controle dessas crises. Ela defende a importância do cultivo e venda dessa substância no país, como prevê o Projeto de Lei do deputado.

 

“O canabidiol é utilizado não só para epilepsia, mas para doenças neurodegenerativas, enxaquecas crônicas, doença de Parkinson, esclerose, Alzheimer, ou seja, um tratamento que é um divisor de águas na vida das pessoas e das famílias dos pacientes”, disse.

 

Histórico

 

Desde 2014, o Conselho Federal de Medicina autoriza a prescrição de remédios com canabidiol. No ano seguinte, a Anvisa retirou a proibição do uso de canabidiol e, em 2016, autorizou remédios com THC. Em 2017, ocorreu o registro do Metavyl, à base de cannabis. Em dezembro de 2019, a Agência Nacional de Vigilância  Sanitária (Anvisa) aprovou a comercialização de uma categoria de derivados da Cannabis.

 

A partir de 2020, a venda de produtos com cannabis em farmácias passou a ser autorizada. O plantio do produto, no entanto, continua proibido. E a autorização para importação de remédios é cara e exige uma série de documentos. Em abril deste ano, o relator da pauta, deputado Luciano Bucci (PSB-PR), apresentou um texto em favor do uso medicinal na comissão especial da Câmara dos Deputados.

 

Por Saullo Hipolito

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta