“Feliz dos Trabalhadores Rurais em nome de Meu Avô Paulo Monteiro da Costa”, por Marcus Lázaro

Você sabia que o programa Mão Amiga foi criado em 2009 para diminuir os efeitos do desemprego causados pelas entressafras dos cultivos da cana?

Anualmente, os trabalhares rurais que atuam nas respectivas lavouras ganham um benefício de R$760, divididos em quatro parcelas de R$ 190.

Desde a sua criação, meu avô Paulo Monteiro da Costa, mais conhecido como PAULO DO BODE, foi um dos Diretores do Sindicato Rural de São Cristóvão e esteve à frente desta implementação. Na definição dos primeiros anos ele esteve sempre na defesa dos Trabalhadores Rurais.

Para o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Cristóvão, Paulo Monteiro da Costa, o sindicato tem o papel importante de acompanhar as ações desenvolvidas em prol dos trabalhadores rurais de seu município. “O sindicato vem acompanhando de perto os benefícios para os trabalhadores rurais de São Cristóvão. A iniciativa cria alternativas para os cortadores da cana, já que eles sofrem bastante na entressafra. O papel do sindicato, além de fiscalizar algumas ações, é fazer com que os trabalhadores rurais consigam os benefícios”, disse Paulo do Bode em 18 de janeiro de 2011, na definição do plano de trabalho do “MÃO AMIGA PARA ENTRESSAFRA DA CANA”.
Os plantadores de cana-de-açúcar do município de São Cristóvão podem e são beneficiados com o Programa Mão Amiga, e isto nos enche de orgulho, a estimativa é que em torno de 100 pessoas participaram do processo deste ano (2020).

Precisamos avançar no incentivo a agricultura no município de São Cristóvão!

 

Por Marcus Lázaro

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta