Governo de Sergipe publica decreto transformando unidades que ofertam o ensino em tempo integral em Centros de Excelência

Ao todo, 40 colégios estaduais passam a ser chamados, a partir de agora, de Centros de Excelência

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), publicou o decreto nº 40.951/2021, que transforma em Centros de Excelência 40 unidades escolares pertencentes à rede pública estadual de ensino. A mudança visa unificar a nomenclatura das escolas de ensino médio em tempo integral que são fomentadas pelo programa Escola Educa Mais.

Segundo a coordenadora geral do Núcleo de Educação em Tempo Integral da Seduc (Ngeti), Emanoela Ramos, a mudança no nome das escolas gera um maior sentimento de pertencimento nas comunidades. “A mudança nos nomes foi uma solicitação das próprias escolas. Elas já fazem parte do programa, mas queriam ser reconhecidas nominalmente como centros de excelência”, explicou

A partir de agora, as seguintes unidades passam a se chamar Centro de Excelência: Djenal Tavares Queiroz, Secretário Francisco Rosa, Professor Gonçalo Rollemberg Leite, Professor João Costa, John Kennedy, Leandro Maciel, Nelson Mandela, Professor Paulo Freire, Professora Ofenísia Freire, Governador Augusto Franco e Barão de Mauá, unidades localizadas em Aracaju; centros de excelência: Senador Walter Franco (Estância), Prefeito Joaldo Lima de Carvalho (Itabaianinha), Ulisses Guimarães (Umbaúba), Cleonice Soares da Fonseca (Boquim), Epifânio Dória (Poço Verde), Professor Abelardo Romero Dantas (Lagarto), Maria Rosa de Oliveira (Tobias Barreto), Miguel das Graças (São Miguel do Aleixo) e Abdias Bezerra (Ribeirópolis).

Também fazem parte da lista as escolas: Roque José de Souza (Campo do Brito), Edélzio Vieira de Melo (Capela), Leandro Maciel (Rosário do Catete), Cel. José Joaquim Barbosa (Siriri), Dr. Edelzio Vieira de Melo (Santa Rosa de Lima), Sen. Gonçalo Rollemberg (Japaratuba), Berila Alves de Almeida (Nossa Senhora das Dores), Dr. Leandro Maciel (Pacatuba), Manuel Dantas (Cedro de São João), Dr. Luiz Garcia (Brejo Grande), Josino Menezes (Japoatã), Nelson Rezende de Albuquerque (Gararu), Gov. Lourival Baptista (Porto da Folha), Dr. Alcides Pereira (Maruim), Felisbello Freire (Itaporanga D’Ajuda), Gilberto Freire, Gov. Seixas Dória, Professora Neuzice Barreto (Nossa Senhora do Socorro), Professora Noêmia de Souza (Poço Redondo) e Dom Juvêncio de Britto (Canindé de São Francisco).

Para a diretora do Centro de Excelência Edélzio Vieira de Melo, localizado em Capela, professora Jeiza Ferraz, as escolas de ensino médio e tempo integral transformam os alunos em jovens autônomos, solidários e competentes. “Esses modelos de ensino garantem a integralidade da convivência com professores, gestores, alunos e a comunidade”.

Quem também comemorou a mudança foi o diretor do Centro de Excelência Djenal Tavares Queiroz, em Aracaju, professor César Estrelado. Para ele, a nova nomenclatura representa a consolidação das ações internas da unidade. “A gente tem fortalecido o modelo de ensino, e a nossa busca sempre foi ser uma referência entre as outras unidades”, declarou, reforçando que a mudança causará um impacto positivo na comunidade.

Atualmente, Sergipe conta com 58 escolas estaduais ofertando o ensino médio em tempo integral em 38 municípios, modelo que possibilita aos estudantes uma rotina de estudos diferenciada e que vai além das disciplinas habituais da base curricular, como Língua Portuguesa, Matemática e Química. Há aulas de projeto de vida, eletivas, orientação de estudos e práticas laboratoriais.

Assessoria de Comunicação da SEDUC – ASCOM

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta