Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira, 21

As notas dos alunos da rede estadual ainda estão sendo contabilizadas, mas um resultado parcial já dá conta de que 1462 estudantes alcançaram pontuação acima de 800; e 28 alunos registraram 980 pontos na prova de redação.

O sonho de ingressar no curso superior está cada vez mais próximo. As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020/1, que permite aos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) o acesso às universidades públicas, estarão abertas a partir desta terça-feira, 21, estendendo-se até o dia 26. Nessa primeira chamada, serão disponibilizadas 237.128 vagas em 128 instituições de ensino em todo o Brasil. Além do Sisu, outros programas estarão com seleções abertas nas próximas semanas como o Programa Universidade Para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil, o Novo Fies.

Candidatos que tiraram acima de zero na redação do Enem 2019 estão aptos a participar do Sisu e já podem consultar na página do programa as vagas disponíveis. O Sisu é o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem. Pode fazer a inscrição no primeiro semestre de 2020, o estudante que participou do Enem de 2019 e não esteja na situação de ‘treineiro´.

A coordenadora do curso Pré-Univiersiário do Governo de Sergipe, professora Gisele Pádua dos Santos explica que o participante precisa ficar atento às datas, notas de corte e modalidades de concorrência no ato da inscrição. “O estudante escolhe as duas opções de curso, instituição, local e o turno. Para além dessas escolhas, eles precisam escolher a modalidade que vão concorrer. Os nossos estudantes da rede pública têm prioridade no acesso: direito a concorrer as vagas que são estabelecidas pelas cotas, desde que ele tenha feito o ensino médio completo na escola pública”, disse ela, aconselhando que os candidatos realizem a inscrição logo no primeiro dia do início do prazo.

O resultado dessa seleção será divulgado no dia 28 de janeiro. Se aprovado, o candidato pode se matricular no período de 29 de janeiro a 4 de fevereiro de 2022, mesmo prazo para participar da Lista de Espera. A convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições inicia a partir de 7 de fevereiro a 30 de abril de 2020. “Quem não conseguiu aprovação nessa primeira chamada pode se cadastrar na lista de espera. Isso é muito importante porque ao longo do ano várias chamadas vão ocorrer. Então das duas opções, o estudante pode se cadastrar em uma opção, ficar na lista de espera e acompanhar as chamadas regulares. Nem tudo está finalizado no dia 28”, salientou Gisele Pádua.

 

Prouni

As inscrições para o processo seletivo do ProUni referente ao primeiro semestre de 2020 serão efetuadas no período de 28 a 31 de janeiro de 2020. Poderá se inscrever o candidato brasileiro não portador de diploma de curso superior que tenha participado do Enem referente à edição de 2019. Divulgação de resultados da primeira chamada será no dia 4 de fevereiro.

Dirigido aos estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais, com renda familiar per capita máxima de três salários mínimos, o ProUni conta com um sistema de seleção informatizado e impessoal, que confere transparência e segurança ao processo.

O Programa possui também ações conjuntas de incentivo à permanência dos estudantes nas instituições, como a Bolsa Permanência e ainda o Fundo de Financiamento Estudantil – Fies, que possibilita ao bolsista parcial financiar parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

 

Novo Fies

O prazo de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) terá início no dia 5 a 12 de fevereiro 2020, que está dividido em duas modalidades: Fies e P-Fies, destinada aos estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. O resultado será divulgado no dia 26 de fevereiro de 2020. Caso o estudante tenha sido pré-selecionado na modalidade P-Fies, é necessário o comparecimento à CPSA de Instituição de Ensino para validação das informações de sua inscrição. Na modalidade Fies, inscrição deverá ser efetivada no período de 27 de fevereiro a 2 de março.

O Fies é um programa do Ministério da Educação (MEC) que tem como objetivo conceder financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC e ofertados por instituições de educação superior não gratuitas aderentes ao programa.

 

Rede estadual é destaque

Mais de 552 estudantes da rede estadual alcançaram notas acima de 900 na redação do Enem 2019. Os resultados finais, tanto da redação, quanto das outras áreas do conhecimento, já estão disponíveis na Página do Participante, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação.

As notas dos alunos da rede ainda estão sendo contabilizadas, mas um resultado parcial já dá conta de que 1462 estudantes alcançaram pontuação acima de 800; e 28 alunos registraram 980 pontos na prova de redação, que teve como tema “Democratização do Acesso ao Cinema no Brasil”.

Adson Brito, aluno do Colégio Estadual Murilo Braga, em Itabaiana, é um desses estudantes que celebram os resultados. Alcançando a nota 940 na redação, o jovem confidencia que não esperava uma pontuação como essa. “Saber que faço parte de apenas 2% dos estudantes de todo Brasil que tiraram acima de 900 é muito gratificante, mais gratificante ainda por ser pobre, nordestino, filho de uma dona de casa e um pai autônomo e o único da minha família a ter o Ensino Fundamental e Ensino Médio”, celebrou ele, que pretende cursar medicina.

“Sempre meu objetivo foi salvar vidas, transformar o espaço ao meu redor, dá visibilidade as pessoas desprezadas pela sociedade. Se não conseguir este ano tentarei o próximo, o mais importante não é passar e sim nunca desistir de seus objetivos. Possuo nota suficiente para alguns cursos, porém não quero entrar em algo que não me sinta 100% satisfeito como medicina”, disse o jovem.

De acordo com a professora Joniely Cruz, coordenadora do Serviço de Ensino Médio da Seduc, o destaque dos alunos da rede estadual é resultado de um trabalho qualificado dos professores, de projetos que trabalham na perspectiva de produção textual, de apoio, acompanhamento e desenvolvimento da leitura. “O aluno proficiente em leitura é um aluno escritor e isso é fruto de todo o trabalho da rede, que também engloba as ações do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional, por meio do PreUni. Então, o aluno que é matriculado na terceira série do ensino médio é o aluno que frequenta as aulas do programa, que acaba sendo um reforço para qualificação desses jovens na preparação para o Enem”, destacou ela, informando que o Serviço disponibilizou uma plataforma online para que os gestores cadastrem com informações sobre os alunos que se destacaram no Enem, bem como em aprovações nas universidades.

A diretora do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Dase/Seduc), professora Eliane Passos, atribui esses resultados a uma somação de esforços. “Temos procurado profissionais que têm o perfil de fazer com que os alunos se sintam estimulados. Então nós pensamos desde a metodologia ao o conteúdo cuidadosamente trabalhado para o aluno que se submete a esse tipo de avaliação. Os bons resultados só crescem e isso é consequência da consolidação de um trabalho realizado ao longo do ano inteiro”, concluiu.

 

Por Leonardo Tomaz

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

 

Siga nossas redes :

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta