João Marcelo discursa sobre situação do abastecimento da Deso em Nossa Senhora das Dores

O deputado estadual João Marcelo (PTC) destacou, em pronunciamento durante a Sessão da Assembleia Legislativa de Sergipe – Alese, nesta quinta-feira, 18, os problemas de abastecimento enfrentados por comunidades do município de Nossa Senhora das Dores. A situação chegou a ser tratada pelo parlamentar durante visita à Companhia de Abastecimento de Sergipe – Deso.

João Marcelo lembrou que, recentemente, houve um rompimento da adutora que leva a água da captação ao centro de distribuição. “Nós visitamos a Companhia e eu discuti com o presidente esta situação. Foi feito um reparo na Adutora e todas as bombas começaram a funcionar imediatamente ao mesmo tempo, o que sobrecarregou a rede elétrica, fazendo o sistema parar novamente. A Deso e a Energisa fizeram as manutenções necessárias e o sistema voltou a funcionar”, destacou.

O deputado, que foi prefeito de Nossa Senhora das Dores, explicou que a grande preocupação é que quando o sistema volta a funcionar o abastecimento é restabelecido gradativamente, mas as povoações distantes seguem sem água nas torneiras por mais alguns dias. “Para amenizar a situação, quando eu era prefeito a gestão municipal comprava água em metro cúbico na própria Deso para abastecer essas regiões”, detalhou.

“Além desse problema, o que mais me preocupa é que há localidades em Dores onde a responsabilidade pelo fornecimento é do Município. Com isso, a administração tinha que sempre comprar água em metro cúbico na Companhia e distribuir em caminhões pipa”, complementou.

João Marcelo sugeriu à deputada Kitty Lima (Cidadania), que apresentou uma Indicação à Deso pedindo a normalização da distribuição de água em Dores, que leve ao prefeito a opção da compra e distribuição de água nos povoados afetados para amenizar a situação.  “Vale destacar que o estado de calamidade em Nossa Senhora das Dores foi aprovado no início do ano. Por isso, o município tem direito a um desconto na compra da água. Com isso, ao invés de R$ 42 por metro cúbico, pagará apenas oito reais. Portanto, queremos que o município se responsabilize com os custos para que água chegue a estas localidades”, frisou.

Por fim, o parlamentar externou a preocupação do presidente da Deso em relação aos detritos levados pelas chuvas. “Que acabam entupindo as tubulações, sendo necessária a limpeza. Isso vem ocorrendo por conta de um desmatamento nas margens do rio da Faustina, que serve de suporte para a captação da água. É preciso que seja feito um trabalho de reflorestamento. Fico satisfeito por ver os colegas cada vez mais preocupados com a nossa região, que estava precisando de cuidados”, finalizou.

Assessoria de Comunicação

Deputado Estadual João Marcelo

Publicidade:

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta