Movimento estudantil pede que Iran proponha Lei para criar o Programa ‘Grêmio Livre’

Na manhã desta quarta-feira, 11 de agosto, Dia do Estudante, o deputado estadual e professor Iran Barbosa, do PT, recebeu, em seu gabinete, na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a presidente da União Sergipana dos Estudantes Secundaristas (USES), Lisandra Dawany, e dirigentes da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES).

Na ocasião, os representantes do movimento estudantil entregaram ao parlamentar a minuta de um Anteprojeto de Lei propondo a instituição do Programa ‘Grêmio Livre’, com o objetivo de assegurar a criação, organização e atuação de Grêmios Estudantis como entidades representativas dos interesses dos estudantes, no âmbito do estado de Sergipe.

“A proposta trata da regulamentação da Lei nacional 7.398/1985 e é fruto de um diálogo que o movimento estudantil vem mantendo com a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura. O projeto visa garantir aquilo que nós defendemos, que é a garantia da livre associação e da livre organização do movimento estudantil em nosso estado”, relatou o parlamentar.

Para Iran, foi bastante simbólico receber o Anteprojeto das mãos dos estudantes exatamente no Dia do Estudante. O parlamentar prestou homenagem à juventude estudantil.

“Fiquei muito honrado e feliz. Parabéns a estudantada sergipana e brasileira, este segmento que tanto contribui para a disseminação de ideias e pensamentos que são importantes para as disputas, inclusive política, no mundo em que vivemos. Devemos ao movimento estudantil páginas muito bonitas da nossa história e a ele presto as minhas homenagens”, enfatizou o petista, que irá protocolar um Requerimento para que os representantes da USES e UBES possam detalhar aos parlamentares, na Alese, o conteúdo do Projeto de Lei que propõe a instituição do Programa ‘Grêmio Livre’.

Importância do Projeto

A presidente da União Sergipana dos Estudantes Secundaristas, Lisandra Dawany, destacou a importância de um projeto que visa assegurar a criação, organização e atuação dos Grêmios Estudantis ser entregue a um deputado que também é professor, e exatamente no Dia do Estudante.

Para ela, a proposta, sendo aprovada na Alese e sancionada, vai garantir que os jovens tenham o direito de construir a sua própria política e de ter acesso garantido às escolas, e para que sejam vistos como sujeitos não só de deveres, mas também de direitos.

“Isso se faz necessário para que consigamos mudar a realidade não só dentro das escolas, como também nas comunidades. A escola precisa cumprir esse papel social e não apenas encaminhar os jovens para o mercado de trabalho; ele precisa, acima de tudo, tornar-se um cidadão, um agente de direitos e deveres”, entende a dirigente estudantil.

Dawany também destacou que o projeto, se transformando em lei, vai ajudar a diminuir a interferência de gestores nos Grêmios Estudantis, quebrando os preconceitos existentes e as práticas de fiscalização coercitiva por parte dos gestores.

Para Daniel Anjos, da UBES, a entrega do projeto no Dia do Estudante é bastante simbólico e abre um caminho para que os estudantes alcancem a autonomia necessária para atuarem como agentes de fato de transformação da realidade dentro e fora das escolas.

“Os estudantes sempre estiveram na linha de frente das principais revoluções do nosso país e na luta pela educação; então, é muito importante, no dia de hoje, ter um professor recebendo o nosso projeto e se colocando a disposição para defendê-lo e levá-lo adiante”, afirmou o estudante e dirigente da UBES.

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta