No dia de prevenção ao uso de drogas, Deputado lamenta ‘legalização silenciosa’ da maconha

Desde 2018, a data 22 de setembro em Sergipe é lembrada como o Dia de Prevenção ao Uso de Drogas, instituída pela Lei Nº 8.435/2018. Rodrigo Valadares, que é deputado estadual e secretário geral do Partido Trabalhista Brasileiro, aproveitou a oportunidade para lamentar a aprovação do plantio da maconha no Brasil.
Em conformidade com os argumentos utilizados pelo partido, o parlamentar acredita que o Projeto de Lei n° 399/2015, que legaliza a cannabis para fins medicinais, é uma forma discreta de abrir portas para a legalização do uso recreativo da droga.
“A Canabidiol (CDB) já é autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que já é suficiente para que brasileiros tenham acesso aos medicamentos, não tendo necessidade do plantio. A legalização da plantação da maconha só abrirá portas para que mais pessoas usem a droga de forma recreativa”, disse.
Além disso, Rodrigo ressaltou que, em tempos de pandemia, o problema pode se agravar ainda mais. “O isolamento social causou em todos um quadro de estresse elevado, ansiedade e outros problemas mentais, sobretudo entre os que estão mais vulneráveis à pobreza e sofrem com a severa desigualdade. É tendencioso que busquem refugiar-se em bebidas alcólicas, drogas ilícitas e, com o plantio facilitado da maconha, esta se torna uma das opções”, pontuou.
Por Luísa Passos, assessora de imprensa

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta