O dia do Fim!

Em tempos de Pandemia essa é uma palavra realmente muito forte sim,
mas é totalmente necessária.

Hoje quero escrever para esse nosso tempo, que seja o tempo do Fim: O
Fim da Ganância, O Fim do Egoísmo, O Fim da Crueldade. Não é possível
ignorar milhares de pessoas sofrendo, porque tudo isso vem muito antes da
Pandemia; vivemos tempos de muita crueldade e egoísmo. Vamos comunicar
hoje Saúde da Alma e Saúde da Mente como um apelo à preservação da vida
física e sua integridade total. Segue-se em detalhes que seja o tempo do Fim:

O Fim da Ganância – enquanto muitas pessoas tiraram “Lero, Lero!”(se
aproveitaram) do auxílio emergencial em meio a tantas mortes, muitos tiveram
de estar nas ruas lutando (trabalhando) por cada centavo, se desafiando por
necessidade, em meio aos lockdowns, para não morrer de fome, sem ter como
comprar um quilo de carne, um pacote de feijão ou arroz, e ter nem sequer tempo
de pensar na existência do Corona Vírus, pois o risco maior seria de seu corpo
vir a falecer pela falta de condições básicas de sobrevivência como alimentação,
medicamentos, moradia, o mínimo para sobrevivência. A turma do “Lero, Lero!”
olhando arrogantemente para quem não tinha celular caríssimo e não tinha
família cheia de gente para defende-los dos seus mimos e gritos de escândalos
para chamar a atenção e sempre tirar vantagem em tudo, ah essa turma faz
questão de pisotear os indefesos. É repugnante ter que escrever algo desse tipo,
do mesmo jeito que é repugnante está em um cenário de guerra e ignorar os
bastidores de tamanha clemência.

Será que os caixões de alguns (especificamente dos indiferentes) que
ignoraram pessoas sofridas, e desprezou o sofrimento que estava debaixo do
seu nariz, porque estava gozando do seu próprio conforto, será que esses
ocorridos vão servir para reflexão dos vivos?

-Respeito à memória dos que se foram desse mundo dignamente, que
cumpriram sua missão na Terra com honra, estendendo a mão aos que
precisam, descansem em paz!

O Fim do Egoísmo – partilhar os recursos financeiros, promover a circulação
financeira, é algo que beneficia tanto quem partilha quanto quem recebe. Dividir
é também multiplicar, principalmente em tempos como esse de tanto sofrimento
para tantas pessoas.

O Fim da Crueldade – existe a turma da crueldade, os que usam seus recursos
guardados a sete chaves para planejar maldades durante o dia inteiro (e o ano
inteiro, óbvio), geralmente não tem uma causa humanitária na vida. A dedicação
integral é destruir a vida de quem lhes convém. Cansativo escrever sobre isso,
mas infelizmente, necessário.

Cada pedaço do Brasil, que é pedaço de mentiras, pedaços de ganancia,
pedaços de indiferenças, cada pedaço desse é o Apocalipse na vida dos seus
semelhantes. Escrever sobre a doença dos maus pensamentos e das más ações
é totalmente pesaroso, é a lamentável realidade. E encerro esse texto
alimentando a esperança: compartilhe vida em meio a tantas mortes. Não
prolifere os guetos de maldade, ganância e crueldade. Em um mundo de tantos
“iguais”, existe sim quem faz a diferença para o bem e não para o mal. E tudo
que tem sido feito para o bem de todos, pelas autoridades do nosso país, é digno
de nosso reconhecimento, mas vamos continuar torcendo por mais avanços e
avançando, porque a vida começa hoje, já começou agora.

Publicidade:

Meu nome é Andréa Modesto e estaremos aqui semanalmente
conversando nesta coluna. Me siga no meu canal do You Tube: Andréa
Modesto ou Facebook: www.facebook.com/andrea.liberty.5/saúde-da-alma

 

Andréa Modesto – Assistente Social | Pós Graduanda em Saúde da Família | Mestranda em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente | Atua na área da saúde emocional autora do Projeto Saúde da Alma.

E-mail: anmosa21@gmail.com

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta