Personal Organizer Larissa Dorvillé explica como a organização pode economizar dinheiro e ganhar espaço

O trabalho da personal organizar vai muito além de deixar os ambientes organizados. A organização também é sinônimo de economia e ganho de espaços. De acordo Larissa Dorvillé, o desafio de manter tudo em ordem oferece muitos benefícios no lar e também nas empresas.

“As pessoas estão cada vez mais apressadas, corridas com muitas atividades e nem sempre conseguem organizar a casa ou a empresa que trabalha. O resultado é muito prejuízo em todas as áreas. Muita gente compra produtos que não precisam porque acham que não tem ou não sabem onde estão”, explica a profissional.

Dorvillé orienta que o primeiro passo para começar a organização é visualizar o que tem. “A partir do momento que a pessoa tem o domínio de tudo o que possui, tudo começa a ficar mais fácil e evita a duplicidade que é muito comum. Tudo tem que está muito bem colocado. Outra dica é observar que antes de comprar algo novo pode avaliar a possibilidade de reformar ou customizar o que tem”, alerta.

Pode parecer um simples cuidado, mas não é. A organização também é muito importante do ponto de vista financeiro. A conta é simples, para saber o que e quando deve comprar, qualquer pessoa precisa ter noção exata daquilo que já possui.

“Todos os ambientes precisam estar em sintonia e as gavetas, armários e guarda-roupas bem arrumados. É possível ganhar espaço fazendo esta triagem para saber o que está ou não em uso. Não está? Tem que tirar do local para ganhar espaço mas o que fazer? Tem que questionar se é útil? Se pode ser doado? Se pode ser vendido ou descartado”, orienta.

Ajuda profissional pode ser importante em muitos casos, mas a organização começa sempre por categorizar e agrupar. Depois disso, todo o restante é uma questão de detalhe.

A psicóloga Paula Mabel disse que aprendeu a organizar melhor a sua casa com o auxílio do trabalho de Larissa Dorvillé”. “Ganhei espaço, organização, mobilidade e comecei a economizar. Percebi que tinha roupas dos meus filhos que ficaram pequenas e não estavam mais sendo usadas, ou seja, estavam apenas ocupando espaço nas gavetas. Tirei e usei o espaço com outras peças. Tudo ficou mais claro e fácil de encontrar. Descobri também que eu tinha muitas peças em bom estado e nem lembrava. A sensação é que ganhei novas roupas”, comemora.

Deixe uma resposta