PMA reúne entidades médicas e solicita apoio no combate à covid-19

Com o objetivo de garantir a assistência médica necessária no enfrentamento ao novo coronavírus (covid-19), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) da Prefeitura de Aracaju, juntamente com a Secretaria Estadual de Saúde, reuniu-se com entidades médicas, nesta quinta-feira, 26, para discutir juntos a força de trabalho do profissional médico que estará à frente dos atendimentos.

A secretária da Saúde de Aracaju ressaltou que nesse momento em que foi confirmada a transmissão comunitária, é fundamental que o profissional médico esteja na ponta do atendimento à população que necessitar, seja o atendimento mais simples nas unidades básicas de saúde ou o atendimento hospitalar.

“A reunião foi bastante proveitosa, eles explicitaram algumas demandas da classe médica, algumas garantias a exemplo de quando, uma vez estando na ponta e mais sujeitos ao contágio, no caso de precisarem se afastar, os profissionais tenham seu recebimento de salário garantido. Outra garantia também diz respeito aos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) que já vem sendo dispensados pela Prefeitura de forma regular. Foi uma reunião bastante produtiva, e ficou claro que, com essas ações contaremos com a colaboração das entidades nesse sentido”, avaliou Waneska.

Para o secretário estadual de Saúde, Valberto Oliveira, a unificação da força de trabalho entre município e Estado se faz mais que necessária. “É muito importante, até porque nossa mão de obra não nos permite estar trabalhando em linhas de frentes diferentes. Precisamos unificar nossas intenções para conseguir colocar à diante o plano. Demos um passo importante ao agregar as entidades médicas ao nosso contexto, para que eles possam nos ajudar nessa força e encarar a linha de frente, cuidando dos pacientes com síndromes gripais, que são o nosso foco nesse momento”, destacou.

“Os encaminhamentos que foram dados hoje em relação à garantia de Equipamentos de Proteção Individual, em relação à condição do profissional médico trabalhar foi fundamental. Com essa garantia dos equipamentos de proteção, vamos solicitar aos profissionais que atendam o pedido de ajuda do Estado e do Município, para que a gente crie uma força-tarefa para atender à população. Nesse momento não podemos nos afastar da nossa missão, de ajudar nesse momento de crise”, considerou o presidente do Conselho Regional de Medicina, Jilvan Pinto Monteiro.

Ao final da reunião, ficaram definidas que as demandas da categoria citadas acima estarão garantidas. Com relação à distribuição de EPIs nas unidades de saúde, elas seguirão acontecendo conforme estratégia já aplicada pela SMS, e juntamente com o equipamento também será entregue cartilha com orientações sobre uso correto e racional do EPI. E atendendo ao pedido exposto, também ficou pactuado a criação de um canal direto administrativo (número de telefone), a partir do qual será possível informar a falta de materiais, insumos e EPIs necessários ao combate da covid-19.

Além das equipes técnicas da SMS e SES, também participaram da reunião, o secretário de Governo da Prefeitura de Aracaju, Jorge Araújo Filho, o presidente da Sociedade Médica de Sergipe, José Aderval Aragão e o presidente do Sindicato dos Médicos de Sergipe, João Augusto Oliveira.

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

 

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta