Prefeitura de Aracaju inova e leva ao ambiente digital inscrições para editais e ações da Funcaju

A plataforma digital Mapa Cultural de Aracaju, além de reunir a programação de eventos culturais da cidade, é também a ferramenta utilizada pela Prefeitura de Aracaju para receber inscrições dos cursos e editais disponibilizados pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), como os editais de seleção do Salão de Fotografia, da Escola de Artes Valdice Teles e do Prêmio Mário Jorge de Poesia, por exemplo.

De acordo com o assessor técnico da Funcaju, Alisson Couto, a plataforma foi modificada, recentemente, e agora concentra basicamente três funções principais: espaços culturais, agentes culturais e editais da Fundação, e para  o produtor cultural se cadastrar, basta acessar o site mapa.cultura.aracaju.se.gov.br.

“Porém, os usuários comuns também podem acessar a plataforma, sem cadastro, e nela encontrar os mais variados artistas, produtores, além das oportunidades via editais. Já os usuários cadastrados podem divulgar seus espaços, serviços e se inscreverem nos editais. O Mapa também funciona como um portfólio online para os cadastrados”, explica Alisson.

Fruto de uma parceria entre o Instituto TIM e a Prefeitura de Aracaju, o Mapa é uma plataforma de software livre e um de seus principais objetivos é dar visibilidade à produção cultural independente, seja dos espaços ou dos agentes, que podem mapear tudo que produzem, ou seja, tudo que estiver relacionado aos aspectos culturais, turísticos e econômicos podem ser registrados no ambiente virtual, a fim de promover e fortalecer a divulgação.

“É uma plataforma colaborativa, então os produtores podem alimentá-la com informações culturais, como a programação de saraus, shows, projetos. É possível colocar suas informações como agente cultural ou como espaço, que é o formato atual”, afirma o assessor técnico da Funcaju.

Além de ter sido uma das primeiras cidades do país a aderir a essa ferramenta, a capital sergipana possui um dos mapas considerados mais ativos do Brasil. O Mapa Cultural de Aracaju permite também a geolocalização dos espaços e agentes cadastrados e está disponível tanto para plataformas fixas, como para móveis, por meio do aplicativo.

“Aracaju é privilegiada, pois foi a primeira a implementar esse serviço aqui no estado. A ideia é que cada vez mais possamos enxergar o que nós chamamos de “os invisíveis”, de uma produção que está além das pessoas que tradicionalmente vêm buscar apoio na Fundação. Dessa forma, conseguimos enxergar a produção da cidade com um olhar colaborativo, não se torna uma ação passiva, somente da Funcaju, mas há um diálogo e a gente vai identificando através do mapa também onde está os espaços, como eles estão e essa produção cultural na cidade”, reforçou Alisson.

Como funciona?

Publicidade:

Para usufruir do serviço basta acessar o site mapa.cultura.aracaju.se.gov.br. Na plataforma, totalmente colaborativa, o usuário tem acesso às mais diversas atividades culturais desenvolvidas na cidade. Tudo funciona por meio de filtro de informações.

O sistema é alimentado de duas formas: pelo poder público, responsável por inserir na plataforma informações sobre os agentes culturais, programações oficiais, editais; e pela própria comunidade, que pode se cadastrar como agente cultural (individual ou coletivo) e divulgar suas próprias ações.

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta