Prefeitura de Aracaju promove mais uma oficina de dança para moradores do Santa Maria e 17 de Março

Oficina acontece duas vezes por semana, por intermédio do ‘Programa de Requalificação Urbana – Construindo para o Futuro

A Prefeitura de Aracaju, por intermédio do Programa de Requalificação Urbana – Construindo para o Futuro, deu continuidade nesta quinta-feira, 28, a mais uma oficina de dança, a qual acontece duas vezes por semana, sempre às terças e quintas-feiras, no Centro de Referência Assistência Social (Cras) do bairro Santa Maria.

A oficina é uma das ações de cunho social, cultural e ambiental que estão sendo desenvolvidas de forma intersetorial pela Prefeitura, por meio do Projeto de Trabalho Social (PTS), coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, nos bairros 17 de Março e Santa Maria, como contrapartida do Município perante as obras de reformulação urbanística que estão acontecendo nessas localidades, via financiamento de mais de R$ 400 milhões conquistado pelo Município em 2019 junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O psicólogo do Programa de Requalificação Urbana, Felipe Resende, que acompanha a oficina de dança, conta que o curso tem duração de três meses e que, ao final da oficina, os alunos participarão de um grande festival de cultura e arte, que deve acontecer entre os meses de dezembro de 2021 e janeiro de 2022, durante as inaugurações dos novos equipamentos urbanos nessas localidades.

“De forma articulada, trabalhamos nesse projeto social e que, com a futura entrega das obras, possamos trabalhar e fortalecer o vínculo da comunidade com os órgãos públicos”, destaca o psicólogo, ao lembrar que o programa tem parceria com o Centro de Pesquisa, Consultoria e Estudo de Mercado (Cepecem), empresa que ganhou a licitação da Prefeitura para coordenador cursos e oficinas.

“Não é só a oficina de dança, já tivemos curso de teatro, garçom, operador de caixa, curso de informática, e, mais para frente, teremos torneio de futebol e outras iniciativas que serão divulgadas posteriormente”, afirma Felipe Resende.

Para se inscrever em um desses cursos, explica Felipe, basta a população dos bairros Santa Maria e 17 de Março procurar a Fundação Municipal de Formação Para o Trabalho (Fundat) do 17 de Março, ou entrar em contato via site www.equipamentossociais.com.br, ou ligar para número 79 9 9931-9191.

“A partir desses contatos, as pessoas ficam informadas das ações que vão acontecer nesses bairros, que são focos do programa. Em média, para cada curso ou oficina, participam dez pessoas por turma. No momento, apenas a oficina de dança está em andamento. Ela acontece no segundo andar do Cras do Santa Maria. Já a oficina de teatro, que inicia na semana que vem, vai acontecer na sede do Ciras e ainda permite inscrições. Cada curso tem duração de quatro horas”, diz Felipe Resende.

Reinserção por meio da arte

A oficina, de acordo com a professora Maria Luíza de Andrade Ribeiro, trabalha especificamente com a modalidade de dança contemporânea. Para ela, a oficina é uma maneira de reinserir, sem preconceitos, as classes menos favorecidas no cenário cultural.

“Estamos reinserindo essa população por meio da dança, da arte, mas sem esquecer o foco no mercado de trabalho. Sabemos que é um público de alta vulnerabilidade e entendo a arte como um suporte através da dança, para que existam possibilidades de trabalho como também a parte existencial. A oficina trabalha com a dança contemporânea, porque é uma dança mais livre, que a gente pode nos permitir em várias possibilidades. Então, existe técnica, mas é muito mais livre e depende da desenvoltura de cada pessoa envolvida”, afirma.

Ana Lúcia Pereira Santos, de 54 anos, disse que adora participar da oficina de dança. “Eu gosto muito de dançar, amo muito. O curso está permitindo um novo aprendizado, estou me desenvolvendo mais. Inclusive, também estou inscrita na oficina de teatro. Gosto muito de tudo isso”, conta.

Danicleia Correia, 39, destaca que, a partir do curso, se reencontrou como pessoa. “Comecei a conhecer o curso de dança no bairro 17 de Março. Comecei a gostar e estou aqui até hoje. É muito legal, adoro participar. Antes eu não conhecia a dança profundamente, e hoje conheço mais, estou mais solta e me conhecendo mais. Recomendo que as pessoas venham fazer, porque vale a pena”, frisa.

As obras

O Programa de Requalificação Urbana está realizando diversas obras nos bairros Santa Maria e 17 de Março, visando o desenvolvimento econômico e social, a partir da construção de um Centro de Referência da Assistência Social (Cras), um Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), uma Casa Lar, 11 praças, sendo nove no 17 de Março e duas no Santa Maria, uma Unidade Básica de Saúde (UBS), uma maternidade e uma Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef).

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *