Racismo: A diferença de cor é um problema?

 É notório que, mesmo após tantas evoluções, o racismo é algo presente na sociedade. Entretanto os Direitos Humanos ainda insistem em afirmar que somos todos iguais, pergunto-me onde encontra-se esta tal igualdade. 

Brasil, apesar de ser um país mestiço, sofre uma forte presença de racismo. A desigualdade entres as raças é gritante e por isso afirmo: estamos muito longe de ser um país igualitário.   

Ao ligar a TV, deparo-me com a presença do negro como marginal, pobre e, muitas vezes, com um sotaque bem marcado. Ao assistir desenhos infantis, é possível notar que a presença do preto representa o mal. Além de superstições e outros. 

Por quê a diferença de cor tornou-se um problema? Por qual razão o negro incomoda? Estas são perguntas que não vejo justificações. É preciso que haja respeito com qualquer tipo de diferença, seja ela de raça, religião ou idade. 

O negro, assim como qualquer pessoa, tem grandes potenciais. É necessário que a mídia mostre o negro em igualdade com o branco, pois é uma grande influenciadora. As escolas devem apresentar os negros como heróis e mostrar os grandes nomes que a literatura e a ciência tem.  

É preciso quebrar esta percepção do negro que está sendo transpassada de gerações em gerações. Não há problema nenhum em ter uma pele escura, somos todos iguais. É preciso exercer os direitos humanos.

 

Por Luísa Passos.

 

Email: contato@imprensa24h.com.br
Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta