Requerimento de Fábio Henrique obrigará ministro a explicar o fechamento da Petrobrás

Na tarde dessa terça (12), o deputado federal Fábio Henrique (PDT/SE) apresentou um requerimento que obriga ao ministro de Minas e Energia – Bento Costa Lima Leite, e o presidente da Petrobrás – Roberto Castello Branco, a explicar e justificar na Câmara Federal o porquê do fechamento da Petrobrás no Nordeste. O fechamento da unidade administrativa de Sergipe está previsto para o dia 1º de março de 2020.

Pelo requerimento, o ministro e o gestor geral da Petrobrás terão 30 dias para apresentar as justificativas. “Na audiência Pública da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, no dia 08 de outubro, eu questionei e o presidente Roberto Castello Branco garantiu que o fechamento da estatal em Aracaju não estava em discussão . Mas a notícia foi confirmada em reunião pelo gerente regional em Sergipe, Paulo Marinho”, informou o deputado Fábio Henrique.

O deputado sergipano disse não entender porque Sergipe é considerado referência em exploração e produção de petróleo em águas profundas e ultraprofundas. “Solicito informações sobre a real definição do desligamento. A Petrobrás deixará de existir administrativamente e a região servirá apenas para que a estatal continue amealhando recursos. Se for pensar em privatização, sou contra e ressalto a importância que a Petrobrás tem na história de Sergipe e do nosso país”, declarou o pedetista.

Bancada unida

O deputado Fábio Henrique votou a cobrar a necessidade de união da bancada nordestina, dos governadores e da sociedade contra o fechamento da Petrobrás. “É preciso que haja a união da bancada sergipana contra o fechamento da Petrobras em Sergipe. Mas é preciso que os governadores do Nordeste, com os deputados federais, com os senadores e com a sociedade lute contra o desmonte da Petrobras que será em toda a região”, disse o deputado sergipano.

 

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta