Rodrigo Valadares destinou dinheiro público a uma empresa de propriedade de sua família

O deputado estadual petebista pagou com recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha ao Posto Caminho do Mar, de propriedade de seu primo Adriano Matos Valadares. Outros dois candidatos a federal coligados ao PTB de Rodrigo também repassaram verba pública a essa mesma empresa nas eleições 2018

Estreante na política, Rodrigo Valadares (PTB) foi eleito deputado estadual nas eleições 2018. Sua candidatura arrecadou mais de R$257 mil, entre recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) – conhecido como fundo eleitoral, composto por verba pública -, e doações de familiares e amigos.

Do fundo eleitoral do PTB, partido que tem como presidente do diretório estadual em Sergipe o próprio Rodrigo Valadares, este, então candidato a deputado estadual, recebeu R$30 mil. Com esse recurso, pagou R$2.421,50, no dia 5 de outubro, ao posto de combustíveis Caminho do Mar, localizado no bairro Coroa do Meio, em Aracaju, empresa que tem como sócio o empresário Adriano Matos Valadares, filho do ex-prefeito de Simão Dias José Matos (Zé) Valadares, tio-avô do deputado Rodrigo Valadares.

Na prestação de contas entregue por Rodrigo Valadares à Justiça Eleitoral, o Posto Caminho do Mar aparece como destinatário de R$14.325,22, do total de recursos arrecadados pela campanha do deputado, e figura como a terceira empresa que mais recebeu dinheiro do petebista. Do valor destinado pelo deputado Rodrigo ao posto de combustíveis de seu primo Adriano Matos Valadares, quase 17% saiu da conta abastecida com recursos do fundo eleitoral do PTB.

Além de Rodrigo Valadares, o Posto Caminho do Mar recebeu dinheiro público do fundo eleitoral provindo de outra candidatura do PTB. O candidato a deputado federal Sergio Henrique Rodrigues Santos, o Serjão 1400, destinou R$6.250,00 ao Posto Caminho do Mar com os recursos a que teve acesso do fundo eleitoral, o equivalente a 31% de toda sua despesa de campanha. Mesmo com todo esse combustível, Serjão teve apenas 2.077 votos.

Candidato com quem Rodrigo Valadares fez dobradinha e dividiu comitê de campanha em Aracaju, Danilo Segundo, presidente do diretório estadual do PROS, concorreu a uma vaga na Câmara dos Deputados nas eleições 2018 pela coligação Sergipe Merece Mais, a qual fez parte o PTB, e também optou pelo Posto Caminho do Mar para comprar combustíveis. À empresa do primo de Rodrigo Valadares, Danilo Segundo destinou R$5 mil reais em verba do Fundo Eleitoral do PROS, 14% do que arrecadou em verba pública para sua campanha.

O comércio varejista de combustíveis é um dos segmentos de atuação empresarial do jovem deputado Rodrigo Valadares, que é sócio do Auto Posto Meps Ltda, com matriz na Barra dos Coqueiros e filial em Aracaju. Nessas duas empresas, Rodrigo é sócio do irmão, Fábio Santana Valadares, e da RFS Holdin S/A, empresa que detém a posse de ações de outras sete empresas, localizadas nos estados de Santa Catarina, Rio de Janeiro e Sergipe.

Chamou a atenção da Justiça Eleitoral o fato de Rodrigo Valadares não ter anexado aos autos do processo de prestação de contas o contrato efetuado com a empresa Posto Caminho do Mar Ltda para o fornecimento de combustível, só vindo a suprir tal informação após a realização da campanha eleitoral, quando apresentou nota fiscal de parte dos valores pagos ao posto do primo Adriano Matos Valadares.

Além de direcionar à empresa ligada à sua família parte dos recursos do fundo eleitoral a que teve acesso, Rodrigo Valadares recebeu doação de um permissionário do serviço de transporte escolar, prática vedada pela Justiça Eleitoral. Em sua defesa, o deputado Rodrigo Valadares alegou ter recebido a doação por equívoco e que se tratou de doação de bem estimável em dinheiro, “no caso cessão de veículo em valor que corresponde a menos de 3% do total gasto na campanha, o que, pelos princípios da razoabilidade e proporcionalidade não tem o condão de macular a aprovação das contas”, justificou a defesa do deputado, que teve suas contas aprovadas com ressalvas pela Justiça Eleitoral.

Procurado por nossa reportagem, o deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) limitou-se a informar que o Posto Caminho do Mar praticou valores de mercado e que a empresa pertence a uma ex-mulher do tio-avô Zé Valadares e ao filho deste, Adriano Matos Valadares.

Em nota encaminhada à Redação do IMPRENSA 24h, Rodrigo Valadares afirmou que sua campanha teve um gasto aproximado de 13 mil reais com essa empresa; ao TRE/SE, declarou ter gasto mais de R$14 mil. “Caso encontre alguma infração legal, encaminhe ao MPE [Ministério Público Estadual]”, disse o deputado Rodrigo Valadares, que é filho de uma promotora de Justiça do MPE.

Email: contato@imprensa24h.com.br
Telefone: 79 99672-6073
Clique neste link para me enviar mensagens no WhatsApp

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imagem para stories – Rodrigo Valadares destinou dinheiro público a uma empresa de propriedade de sua família

 

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h