Rodrigo Valadares se soma ao projeto Doar-se para incentivar a doação de órgãos

O deputado estadual por Sergipe, Rodrigo Valadares, em parceria com o projeto desenvolvido pela professora Viviane Fernandes, Doar-se, busca meios de incentivar a doação de órgãos em Sergipe.

 

No Brasil, existe uma lei que regulamenta a doação de órgãos (Lei Nº 9.434/97), podendo ser em vida ou em morte. Em vida, qualquer pessoa que usufrua de uma boa saúde poderá doar parte dos pulmões, do fígado, um dos rins, assim como os ossos, medula óssea, cordão umbilical, sangue ou esperma diretamente a conjugue ou parentes até 4° grau, já para pessoas mais distante ou sem relação sanguínea, deverá passar por uma autorização judicial. Em morte, a legislação determina que a doação só deverá ser feita somente com a autorização expressa da família.

 

Apesar de possuir uma lei específica para a doação e obter o maior sistema público de transplante de todo o mundo, o Brasil ainda sofre com as gigantescas filas de espera por um órgão e o principal gerador desse problema é a falta de conhecimento da população em relação a importância da doação de órgãos.

 

“Foi pensando nessas dificuldades que resolvi me somar ao projeto Doar-se e lutar pelo incentivo e conscientização à doação de órgãos. Diversas pessoas tem morrido em filas à espera de um órgão, pela simples falta de informações, por isso vamos tentar usar o nosso mandato para levar a mensagem de quão importante é a doação de órgãos para os sergipanos e quanto o gesto salva vidas”, declarou.

 

Em Sergipe, a realidade tem sido um pouco mais complicada, pois no Estado não é feito transplantes e os pacientes que necessitam de tratamento devem se deslocar a outros estados. O Governo Federal paga uma TFD (Terapia Fora Domiciliar) de apenas 24,75, enquanto que o Governo do Estado entra com a passagem aérea.

 

 

Recentemente, Rodrigo entrou na luta para que o Governo de Sergipe entre com um auxílio maior para que essas pessoas tenham condições de se manterem em outro Estado pelo tempo do tratamento e que seja retomada a realização dos transplantes no Estado, tendo em vista que já possui todas as condições para isso.

 

Projeto Doar-se

 

Desde 2016, este é um projeto inspirado em pessoas que vivem a pobreza material e doenças crônicas de maneira peculiar, desenvolvido por Viviane Fernandes, a partir de pesquisas na graduação e pós-graduação.

 

 

Trata-se de um mecanismo voltado para a educação em saúde, pesquisa, objetivando produções teóricas e práticas sobre ecologia humana, questões ambientais e os contextos sociocultural e biomédico da doação de órgãos e transplantes, tratamento de alto impacto, doenças crônicas, doenças raras  e deficiência.

 

Com o projeto, Viviane tem levado a realidade de diversos transplantados às escolas e fazendo com que os nossos alunos sergipanos entendam o grande valor que existe na doação de órgãos e quantas vidas já foram salvas a partir dessa ação.

 

 

 

 

Por Luísa Passos, assessora de imprensa

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta