São Cristóvão participa do Ilé-Iwé no Ministério Público Estadual

Atendendo ao convite do Ministério Público Estadual, a Prefeitura de São Cristóvão integrou, na manhã desta sexta-feira, 29, a Coordenadoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial, no evento Ilé-Iwé (Formação Continuada em Educação Para as Relações Étnico-Raciais). O município participou da ação mostrando como a questão racial é trabalhada dentro das escolas da Rede Municipal e também pelos trabalhos desenvolvidos dentro da Fundação de Cultura e Turismo João bebe-Água, a partir da Coordenação de Igualdade Racial de São Cristóvão.

O Ministério Público de Sergipe, por meio da Escola Superior e da Coordenadoria de Igualdade Étnico-Racial (COPIER), as Secretarias Municipais de Educação de Aracaju, de Nossa Senhora do Socorro e de São Cristóvão, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (SEDUC) e o Núcleo de Estudos e Pesquisas Afrobrasileiros e Indígenas da Universidade Federal de Sergipe (NEABI/UFS) promoveram o 5º Encontro do Projeto Ilé-Iwé (termo Iorubá que significa escola). O Promotor de Justiça Luís Fausto Dias de Valois Santos, coordenador de Promoção da Igualdade Étnico-Racial – COPIER do MP Sergipano, enfatizou a importância de São Cristóvão fazer parte deste grupo.

“É gratificante saber que a cidade de São Cristóvão prestigia a igualdade racial e o cumprimento da lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Este era um anseio dos movimentos negros termos iniciativas que mostrassem que algo estava sendo feito para o cumprimento da lei. Hoje estamos vendo a comitiva de São Cristóvão aqui presente e queremos agradecer ao prefeito Marcos Santana e as servidoras Jeane Santos e Deise Barroso, pelos trabalhos desenvolvidos nesta área”, disse o promotor Luís Fausto Dias de Valois Santos.

Na ocasião, o prefeito enfatizou o papel da educação municipal no contexto da discussão da igualdade racial. “Nas nossas escolas, nossos professores trabalham a temática racial no cotidiano dos alunos. Não esperamos uma data comemorativa para isto, pois estamos construindo diariamente cidadãos mais conscientes de seu papel na sociedade e mostrando que a igualdade entre todos é a base da socialização, do bom convívio, sempre com respeito ao próximo em suas diferenças”, declarou Marcos Santana.

A coordenadora pedagógica do município, Deise Barroso contou que nas últimas semanas, dentro das salas de aulas, os alunos puderam intensificar ainda mais as discussões sobre a questão racial. “Por conta das comemorações alusivas à data da Consciência Negra, nós tivemos uma maré crescentes de trabalhos dentro das escolas focados na questão racial, muito embora esse tema seja discutido diariamente, a partir de exemplos, ações e eventos promovidos por nossos professores”, frisou.

De acordo com Acácia Maria dos Santos, responsável pela Coordenação de Igualdade Racial de São Cristóvão da Fundact, o município vem se destacando por ser um dos únicos de Sergipe a ter uma coordenação voltada unicamente para a questão da igualdade racial. “Durante o ano nós realizamos ações eu fomentam a discussão racial em nossa sociedade. São Cristóvão tem como destaque muitos terreiros de religiões de matrizes africanas instalados em nossa cidade, daí a importância de sempre discutirmos e enaltecermos o tema. Cada dia estamos avançando mais em nome das políticas de igualdade racial”, comemorou.

I Encontro de Cultura Negra de São Cristóvão

No próximo dia 13 de dezembro acontecerá o I Encontro de Cultura Negra de São Cristóvão. O evento tomará o Centro Histórico (Praça São Francisco, Praça da Matriz, Museu Histórico de Sergipe e Biblioteca Lourival Baptista). Confira a programação abaixo:

Dia 13/12, a partir das 8h, no Centro Histórico
8h – Praça São Francisco
Roda de Capoeira Grupo Axé Capoeira
Grupo Afro Maculelê Puxar de Rede

9h – Museu Histórico de Sergipe
Roda de conversa “PRECONCEITO, RACISMO, INTOLERÂNCIA E DESIGUALDADE RELIGIOSA”.
Palestrantes: Aline Braga (jornalista e militante do movimento negro); Severo D’Arcelino (poeta, ator, pesquisador e fundador do Movimento Negro contemporâneo de Sergipe); Juraci de Arimatéia (Mestre em Ciências da Religião e sacerdote do Alarokê); Aline Braga (jornalista e militante do Movimento Negro); Tiane Araujo (mediadora).

11h – Museu Histórico
Palestra Saúde da População Negra: Anemia Calciforme – uma doença comum em indivíduos da raça negra e os cuidados com a saúde do povo negro.
Palestrantes: Eraldo Cavalcante Costa (Médico da Família) Reginaldo Daniel Flores (Babalase do Ilê Ase Opo Oxogulande).

12h –  Praça São Francisco
Abertura da Feira de Culinária de Negra

14h – Museu Histórico de Sergipe
Oficina de Trança (ministrada por Iza Jakeline, do Negras Hair)

14h –  Biblioteca Pública Municipal Lourival Baptista
Oficinas de Turbante (minitrada por Negra Luz)

Praça da Matriz

14h  – Oficina de Atabaques
16h – Afoxé de Odé
17h – Afoxé Di Preto

Fotos: Heitor Xavier.

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta