São Cristóvão se prepara para o ‘Dia D’ contra o sarampo

No próximo sábado (19), todo país estará mobilizado para a vacinação contra o sarampo. Intitulado ‘Dia D’, a data serve para conscientizar a população sobre a importância da prevenção contra a doença, que se dá unicamente por meio da vacina, e informar sobre os riscos que o sarampo pode trazer. Em São Cristóvão, a vacinação neste dia ocorrerá das 8h às 17h, em nove locais do município.

Segundo a gerente de imunização da Secretaria de Saúde, Jussimara Cristina dos Santos, neste momento a campanha se volta para vacinação das crianças com idade entre seis meses a menores de cinco anos. “A vacinação contra o sarampo é rotineira, ou seja, acontece durante todo ano, mas como surgiram casos da doença no país recentemente, o Ministério da Saúde intensificou a campanha para que as pessoas se previnam. Até o dia 25 de outubro estaremos vacinando as crianças, e a partir de 18 de novembro começa a vacinação dos adultos na faixa-etária de 20 a 29 anos que não estão com a caderneta em dia”, informou.

De acordo com a gerente, as vacinas estarão disponíveis nos seguintes locais: UBS Jairo Teixeira (Centro); UBS Maria José Soares Figueiroa (Eduardo Gomes); UBS Massoud Jalali (Rosa Elze); USF José Raimundo Aragão (Divinéia); USF Antônio Florêncio de Matos (Tijuquinha); USF Sinval José de Oliveira (Lauro Rocha); USF Luiz Alves (Luiz Alves); USF Mariano Nascimento (Rosa Maria); COVISA (Centro).

Transmissão, sintomas e tratamento

O sarampo é transmitido por meio de gotículas que ficam no ar, podendo ser adquirido durante uma simples conversa com a pessoa que está com a doença, por exemplo. Febre alta acima de 38°, manchas avermelhadas espalhadas pelo corpo, manchas brancas na mucosa oral e irritação ocular, são os principais sintomas da doença, conforme explicou a gerente de imunização.

Jussimara ainda lembra caso a pessoa identifique algum sintoma da doença, ela deve procurar a unidade de saúde mais próxima. “O sarampo é uma doença extremamente contagiosa, e a única maneira de prevenção é a vacinação. Essa vacina faz parte do nosso calendário vacinal, então não ocorre só em um período do ano. Não existe nenhum tratamento específico. O mais indicado quando há identificação da doença é o repouso e hidratação, e nos casos mais graves há a utilização da vitamina A”, destacou.

Fotos: Heitor Xavier e Dani Santos

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Publicidade:

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta