Saúde da mulher: exames periódicos ajudam a rastrear e prevenir câncer

Segundo dados do Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE), historicamente, as mulheres são mais frequentes em consultas médicas do que homens. E essas visitas periódicas, mesmo que para exames de rotina, são grandes aliadas no combate a uma das mais temidas enfermidades: o câncer.

Mesmo sabendo da importância destes exames, muitas mulheres ainda têm dúvidas acerca da periodicidade e também da necessidade para cada faixa etária. A médica da família e cooperada Unimed Sergipe, Adriana Arcângelis, explica que o exame da lâmina e a mamografia são os que mais merecem a atenção das mulheres.

“Estes dois são os mais importantes e nenhuma mulher pode deixar de fazer. O exame de citologia oncótica, ou exame da lâmina, é feito para evitar o câncer do colo do útero e devem fazer todas as mulheres que tenham útero e que já iniciaram a vida sexual. A faixa etária indicada para a realização deste exame é dos 25 aos 64 anos”, esclarece a médica

Este exame deve ser realizado anualmente até se obter o resultado considerado normal duas vezes seguidas. Depois disso, a frequência de realização deve ser a cada três anos. “Lembrando que essa orientação é para mulheres saudáveis. Caso haja histórico de alguma lesão, quem vai definir a periodicidade é o seu médico”, complementa Adriana.

Já a mamografia, utilizada para rastrear o câncer de mama, é indicada para mulheres dos 50 aos 69 anos. “A mamografia é o rastreio de câncer, em mulheres saudáveis, que não sentem nada. A Sociedade Brasileira de Mastologia indica o exame a partir dos 40 anos, órgãos internacionais indicam a partir dos 50. Mas esse prazo pode cair para 35 ou 40 anos a depender do histórico de cada mulher”, ressalta a médica.

Em relação ao autoexame, a médica explica que este não vem sendo mais recomendado para o rastreio do câncer. “A mulher deve se perceber como um todo. Quando tomar banho, ao se ensaboar, passar a mão por todo o corpo e, se perceber qualquer alteração, por mínima que seja, buscar um médico. Lembrando que pode ser um mastologista ou uma médica da família, por exemplo”, explica Adriana.

Além da rotina de exames médicos, o autocuidado ainda é uma das formas de não somente prevenir o câncer, mas de manter a saúde em dia. “É importante manter uma alimentação saudável, um sono de qualidade, ter momentos de lazer e de autocuidado. Para a mulher, isso é muito difícil pois, muitas vezes, ela tem dupla, tripla jornada e ela se anula e acaba entrando em um processo de adoecimento físico e mental por não cuidar da própria saúde. Esta é a principal dica para a saúde da mulher”, destaca a médica.

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Publicidade:

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta