Senadora defende iniciativas para combater aglomerações no transporte público

Um levantamento feito pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostrou que os usuários do transporte público estão entre os mais suscetíveis a serem contaminados pela Covid-19. “Não podemos dizer que a Covid-19 afeta todos da mesma forma. Sabemos que aqueles que mais sofrem com a doença são os que, por necessidade, embarcam todos os dias num coletivo lotado para ir e voltar do trabalho. Essas pessoas são as que mais correm o risco de serem contaminadas e acabarem, portanto, levando a doença para dentro de casa”, disse a senadora Maria do Carmo Alves (DEM).

Segundo a pesquisa, nos distritos onde os usuários tinham o coletivo como principal meio de transporte, o coeficiente de contaminação foi de 0,80.  Para os que faziam o trajeto de automóvel, esse nível caiu para 0,39. “É uma diferença absurda e revela quão complexa é essa situação”, destacou a parlamentar, ao defender que órgãos fiscalizadores, gestores e entidades do setor adotem medidas visando a organização dos transportes coletivos de modo a evitar ajuntamentos de pessoas e, naturalmente, mais contaminação.

“Estamos acompanhando o caos que está sendo enfrentado praticamente pelo país inteiro. Todo o cuidado é pouco, pois o sistema de saúde está colapsado”, alertou Maria, ao ressaltar que uma solução plausível para essa questão é o escalonamento de horários de todas as atividades do Estado, como já vem sendo defendido pelo ex-deputado José Carlos Machado (DEM) e adotado pelo município de Aracaju desde o último dia 12.

Com o escalonamento, espera-se diminuir o fluxo de passageiros nos horários de pico. “Essa medida faz com que os indivíduos tenham mais liberdade e flexibilidade ao retornarem às suas casas, sem aglomeração”, afirmou. A senadora acrescentou, ainda, que o escalonamento por si só não é suficiente. “Serão necessárias outras iniciativas e ações contínuas de verificação das metas de diminuição de fluxo de passageiros no transporte público até que o problema seja sanado”, disse.

 

 

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta