Série destaca protagonismo de estudantes e egressos durante a pandemia

Esforço e desafio. Assim Guilherme Mendes, egresso do curso de Biomedicina da Universidade Tiradentes, define a sua trajetória acadêmica. Em um curso que possui muitas áreas de atuação, o biomédico não queria seguir as mais comuns e sempre foi em busca das mais desafiadoras, pouco conhecidas e que exigissem a busca por um conhecimento mais aprofundado.

“Para alcançar os meus objetivos, eu sabia que teria que me esforçar diariamente. Como eu consegui uma bolsa de financiamento estudantil, o FIES, que me ajudou muito para seguir esse sonho, coube apenas a grande tarefa de me empenhar nos estudos”, declara Mendes.

Guilherme nem podia imaginar o que o futuro estava traçando, resultado de muita dedicação durante quatro anos e meio de graduação. Aprovado como estudante de Iniciação Científica no Laboratório de Biologia Molecular, permaneceu durante dois anos como voluntário, participando de dois projetos premiados.

“Conquistei muitas oportunidades de somar na minha trajetória, com apresentações em congressos, simpósios, eventos que me renderam ainda mais premiações e conteúdo, onde conheci pessoas que abriram ainda mais as portas para minha jornada, onde consegui fazer o que se chama de networking e que me levaram a experiências incríveis”, salienta.

Mendes também participou de Ligas Acadêmicas, como a de Patologia e Histotecnologia – LIAPH –, na qual é um dos fundadores, e a de Circulação Extracorpórea – LACEC, única liga do estado. “Cheguei ao final da minha graduação com a ideia fixa na cabeça que queria trabalhar como pesquisador cardiovascular ou perfusionista, algo que me conecta com o que eu mais amo, que é estudar o corpo e o coração. Assim, uma rotina de estudo foi fundamental. Estudo, disciplina, planejamento e foco para eu conseguir alcançar o sonho que era atuar onde eu amo”, frisa Guilherme.

E nem a pandemia do novo coronavírus, que mudou a rotina e os hábitos de toda a população, fez com que Guilherme desanimasse. Ele encontrou saídas para continuar focado e seguir o seu sonho. “Os desafios foram enormes, mas o aprendizado supera tudo. Creio que o mundo se adequou, o surgimento de eventos on-line me deu oportunidades de participar de congressos internacionais, congressos nacionais altamente reconhecidos e que somaram ainda mais no meu conhecimento”, destaca.

“A pandemia, sem dúvidas, é um caso atípico, mas que não podemos deixar abalar o nosso foco e continuar lutando por aquilo que sonhamos, pois nossos sonhos dependem exclusivamente do nosso esforço e acredito que todos podem conquistar o mundo, basta se esforçar diariamente em busca do mesmo, tenha perseverança que tudo será alcançado”, complementa.

O resultado de todo esse esforço não demorou e veio com a aprovação em 1º lugar no Programa de Residência Multiprofissional em Assistência Cardiorrespiratória. O egresso da Unit conquistou a única vaga do programa do InCor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, residência mais concorrida da América Latina. Para se ter uma ideia, recentemente, o InCor foi destaque no ranking da revista americana Newsweek, sendo considerado o melhor hospital de cardiologia do Brasil e da América Latina e figurando em 23° na lista mundial, com todos os países.

“A felicidade para um recém-formado é algo indescritível. A felicidade de abrir o edital e ver o seu nome em primeiro lugar é surreal. Ainda mais por ser aprovado em um dos maiores centros de cardiologia da América do Sul. Nunca cai a ficha que eu consegui passar na residência em Perfusão Extracorpórea mais concorrida da América Latina. Curiosamente, como acontece nos filmes, é de coçar os olhos para ver se é real e não um sonho. Essa é a minha sensação”, diz.

“Hoje, sou uma pessoa realizada e grata por todos os que deram as mãos na minha formação. Sou grato ao curso de Biomedicina e a todos os professores que não apenas acrescentaram em conhecimento, mas sim como pessoa. Sempre digo que nosso curso não forma apenas profissionais, na verdade ele forma o profissional, aquele que vai brilhar não importa por onde passar. Esse é o curso de biomedicina da Unit”, considera Guilherme.

Outras conquistas

Além da primeira colocação, Guilherme também conquistou outro excelente resultado no processo seletivo da USP e ficou em terceiro lugar no Programa de Residência Multiprofissional em Saúde: Síndromes e Anomalias Craniofaciais no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais – HRAC. O biomédico também foi aprovado no Programa de   Pós-graduação em Ciências Fisiológicas da Universidade Federal de Sergipe.

“Carrego com muito orgulho todo o meu esforço e a minha base. Sou eternamente grato por cada ensinamento da equipe fenomenal de professores e da coordenadora, professora Patrícia Almeida, que realiza um trabalho lindo e inspirador para cada aluno”, finaliza.

 

Assessoria de Imprensa | Unit

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Deixe uma resposta