Sheyla Galba volta a denunciar falta de medicamentos e cobra reunião com secretária municipal de Saúde

A falta de medicamentos para quimioterapia no Hospital João Alves Filho voltou a ser tema de discurso da vereadora Sheyla Galba na Câmara Municipal de Aracaju, na Sessão desta terça-feira, 16. De acordo com a parlamentar, são cinco tipos de medicamentos usados para tratamento de pacientes com linfoma, carcinoma, leucemia aguda e mieloma.

A parlamentar lembrou a contradição da nota enviada à imprensa pela Secretaria de Estado da Saúde. “Primeiro ela fala que é por falta de matéria-prima, causada pela pandemia. Depois, no mesmo texto, a SES diz que vai fazer uma força-tarefa para comprar os medicamentos”, ressaltou.

“Porém, um paciente oncológico conseguiu adquirir dois destes medicamentos, uma prova de que não existe falta de matéria-prima e nem atraso na entrega. A nossa preocupação é com todos os pacientes que estão com o tratamento interrompido por conta da falta destes medicamentos. Já relatamos o fato ao Ministério Público para começar a pressionar o Governo do Estado. É uma situação inadmissível, o câncer não espera”, complementou.

Sheyla Galba também destacou no discurso que conversou com a Interventora do Hospital de Cirurgia, Márcia Guimarães, sobre a situação do tomógrafo, que foi relatada pela parlamentar na Câmara Municipal. “Márcia está empenhada para resolver a situação do tomógrafo. Colocamos o nosso gabinete à disposição para lutar e tentar reverter esta situação, porque Sergipe precisa de mais tomógrafos. Precisamos entender o que ocorreu e estamos aqui para somar”, enfatizou.

Ainda em sua fala, a vereadora pontuou as dificuldades enfrentadas por donos de bares, restaurantes, eventos e músicos diante da pandemia. “Eles estão desesperados, porque são pais e mães de família que precisam ter uma forma de levar o sustento para casa. Essa é uma preocupação de todos nós vereadores e precisamos ajudar essas pessoas”, frisou.

Para finalizar, a parlamentar questionou sobre o planejamento da Secretaria Municipal de Saúde para vacinar os moradores em situação de rua, bem como da inclusão os pacientes oncológicos. “Já ligamos várias vezes para a secretária, protocolamos em fevereiro um ofício solicitando uma reunião com a secretária Waneska Barbosa, mas até o momento não tive retorno. Queremos apenas conversar a respeito da Saúde do Município e obter esses esclarecimentos”, concluiu.

Assessoria de Comunicação

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Publicidade:

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta