Uso combinado de máscaras oferece maior proteção contra o coronavírus

A utilização da máscara de proteção facial é essencial na prevenção à covid-19. Com a nova onda de casos, profissionais da saúde reforçam a eficácia da máscara e orientam à população que utilize duas simultaneamente: uma cirúrgica descartável, como primeira camada, e outra de tecido por cima.

Essa nova recomendação começou a ganhar popularidade. A chamada “Double Mask”, técnica que consiste no uso de duas máscaras de forma simultânea, é considerada uma estratégia que gera mais segurança e proteção para quem adota essa prática.

As duas máscaras utilizadas nesta estratégia são a máscara cirúrgica descartável, formando a primeira camada de proteção e, por cima, uma máscara de tecido. O médico infectologista  e professor do curso de medicina da Universidade Tiradentes, Matheus Todt, explica que essa é uma medida eficaz para quem quer se manter protegido. “Para quem está infectado, por exemplo, o uso das duas máscaras se torna vantajoso, pois vai evitar que o vírus seja passado para mais pessoas. Mas é bom lembrar que apenas o uso da máscara não é suficiente para a proteção individual, se os olhos estão expostos, por exemplo, a pessoa pode se contaminar pelos olhos”, ressalta.

Segundo o médico, há evidências de que a técnica Double Mask proporciona mais segurança, porém, caso a pessoa não mantenha os cuidados durante o manuseio, ela não vai deixar de estar em risco. “Eu posso estar usando máscaras e em algum momento coçar o nariz e acabar me infectando. Então, é muito melhor que a pessoa use só uma máscara e evite aglomeração do que a pessoa usar 10 máscaras e continuar se aglomerando”, alerta.

Utilizando a máscara de maneira correta

Ainda segundo o médico infectologista, é importante se atentar a alguns cuidados que devem ser adotados durante a utilização das máscaras. “Não se deve nunca topar na região central da máscara. Ela deve ser sempre manipulada pelas alças. Caso a pessoa sinta a necessidade de ajustar a máscara, ela também pode fazer isso pelas alças ou pelas extremidades mais distantes do centro. Mas, o ideal é evitar manipular a máscara o máximo possível e também levar a mão ao rosto com frequência”, destaca.

De acordo com o infectologista, é importante que a utilização das máscaras seja sempre reforçada à população e que o uso correto do material fique bem pontuado. “A máscara é um dos pilares da proteção ambiental e pessoal contra vários vírus e, no nosso caso atual, protege contra o coronavírus. Quando usada corretamente, é uma das formas mais efetivas que a gente tem hoje de redução da velocidade de propagação do vírus”, explica.

Fonte: Infonet

Publicidade:

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta