Vale tudo por uma convicção?

O ambiente de polaridade política além de acirrar os ânimos, separar amigos e dividir famílias, está criando um novo regime de aceitação, muito mais carregado de paixão que razão, como nunca antes visto.

É bem verdade que a frase “Aos amigos tudo, aos inimigos a lei” é recitada em rodas de conversa, gabinetes e ecoa na mente de personagens que conduzem a nossa história há muito tempo. Mas em nenhum outro momento recente foi tão aceita, difundida e defendida.

Como qualquer sistema em que se abre exceções e se permite situações questionáveis em nome de uma finalidade, o que vemos hoje no Brasil é uma verdadeira chuva de precedentes abertos numa roda gigante de apoios e críticas que chega a beirar uma roleta russa.

Quem não se lembra do vazamento ilegal de uma conversa da Presidente da República sob o aval de um juiz de primeira instância? À época, aceitou-se a ilegalidade da ação pela revelação do seu conteúdo. Hoje, o próprio juiz é vítima de vazamentos e agora, para ele e seus defensores, este tipo de atitude é criminosa e indefensável.

Em outro episódio da nossa história, um veículo de comunicação comemorou o veto por parte do STF à entrevista que um ex-presidente preso pela Lava Jato daria a outro veículo, um direito que nunca fora negado a prisioneiros igualmente conhecidos.  Anos depois, os jornalistas que comemoraram esta ação da Suprema corte foram vítimas de censura pelo mesmo tribunal.

A impressão que dá é que, de repente, a lei passou a atender os interesses do que “eu acho”, do que tenho “convicção”.  As provas? As evidências? A constituição? Os direitos? Tudo se ajeita.

Mas é importante lembrar pelos exemplos aqui já citados que o mundo dá voltas e neste nível de paixão que a nossa política chegou, é lamentável que não se abra mais espaço para pensar o que é justo e o que não é, independentemente da cor da bandeira e da ideologia defendida.

Neste estado de injustiça instaurado, gritam nas ruas e nas redes sociais apenas o que acreditam ser certo e, em nome disso, tudo passa a ser tolerável, até que se torne ao contrário.

Email: contato@imprensa24h.com.br
Telefone: 79 98808-2651
Clique neste link para me enviar mensagens no WhatsApp

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta