Vereador do PTB menospreza Rodrigo Valadares e aplaude a gestão Edvaldo

 

Após realizar uma visita, sem comunicação prévia, à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva, na zona Norte da capital, o vereador Zezinho do Bugio (PTB) reconheceu que o prefeito Edvaldo Nogueira “acertou muito” quando decidiu terceirizar a gestão dos serviços da UPA em meio a um impasse com a classe médica. “Quem ganhou foi a população”, ressaltou o vereador petebista ao fim da inspeção.

“Devo destacar que sempre estou por aqui acompanhando o povo e vejo o quanto tem mudado a forma de atender. Hoje [quarta-feira, dia 18], faço esta visita surpresa para conhecer todas as instalações, conversar com os funcionários e também ouvir a população. Como os próprios usuários falam, o atendimento está melhor e mais organizado. Sem dúvidas, saio contente com o que vi”, enfatizou Zezinho, ao encarar a realidade e reconhecer os méritos da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira.

Norberto Alves Junior, policial militar que apareceu nas urnas pela primeira vez em 2016, como Zezinho do Bugio, candidatou-se pelo PTB a uma das 24 cadeiras da Câmara de Aracaju. Presidido por Rodrigo Valadares, hoje deputado estadual, o PTB participou da eleição coligado ao PSC e PSL.

Abertas as urnas, Zezinho foi eleito vereador e o PTB, que lançou outros seis nomes na disputa proporcional, elegeu, ainda, por média, Amintas Oliveira, enquanto as demais quatro candidaturas petebistas obtiveram, juntas, insignificantes 513 votos, números que demonstram a baixa capilaridade eleitoral do partido na capital.

Embora disposto a firmar o nome no cenário da eleição municipal de 2020 em Aracaju como candidato a prefeito, o deputado Rodrigo Valadares não dispõe de apoio nem mesmo dentro do partido que preside, como prova o vereador Zezinho do Bugio.

Mas, a despeito disso, na ânsia de aparecer como o opositor-mor do prefeito Edvaldo Nogueira e, com isso, atrair holofotes, o representante da família Valadares na Assembleia Legislativa passou a inventar fatos, em detrimento da confrontação com a realidade, como fez o representante petebista na Câmara de Aracaju, que foi verificar in loco o serviço de Saúde prestado à população.

Assim, sete dias antes de o vereador Zezinho reconhecer os avanças do atendimento na UPA Nestor Piva – resultado de uma medida administrativa adotada pelo prefeito Edvaldo Nogueira -, Rodrigo Valadares foi publicamente repudiado pela Prefeitura de Aracaju por postar em rede social notícia falsa (fake news), a partir de um vídeo, sobre a situação da capital durante as chuvas.

“No vídeo, o deputado [Rodrigo Valadares] exibe o drama de uma senhora idosa que teve a casa invadida pelas águas das inundações e cobra providências do prefeito Edvaldo Nogueira. É lamentável que o irresponsável deputado mais uma vez recorra ao instrumento do fake news para difundir inverdades: o problema, como dissemos, ocorreu em Santa Rosa de Lima, na rua Nova Brasília, conforme testemunho de várias pessoas, inclusive moradores daquele município. Pior de tudo: o deputado se aproveita da dor de uma senhora idosa, sem o menor escrúpulo ou respeito pela pessoa humana”,  diz parte da nota de repúdio publicada pela Prefeitura.

Sem liderança, até mesmo entre os membros do partido, Rodrigo Valadares segue sem rumo, escanteado politicamente, levando a cabo um modo arcaico de fazer oposição e se apresentando como representante da ‘nova política’. Amador, o deputado de primeira viagem tem grudado em si a imagem do político que mente sem escrúpulos, aqueles hoje tachados de representantes da ‘velha política’. Por essas e por outras, tem merecido o desprezo de seus correligionários e reprimendas públicas feito um adolescente birrento.

 

Por Maria José Pinheiro Soares.

Jornalista, aracajuana e apaixonada por política.

 

Email: contato@imprensa24h.com.br
Telefone: 79 98808-2651
Clique neste link para me enviar mensagens no WhatsApp

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta